0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online Mestre Cruz

  • *
  • Administrador
  • Hero Member
  • *****
  • Mestre Cruz
  • Mensagens: 780
  • Sexo: Masculino
  • Especialista em Ocultismo
  • Avaliação: 0
    • Ver Perfil
    • Mestre Cruz
Mediunidade Ostensiva
« em: Outubro 01, 2018, 05:31:06 »


Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium. Mediunidade ostensiva é uma habilidade visível, evidente e incontestável que alguém possui de intermediar o contato entre espíritos encarnados e desencarnados.
Se você quer saber como desenvolver a mediunidade ostensiva, perigos e sintomas, leia esse artigo.
No final desse artigo há um bônus para você! Presente da Canoro

Mediunidade Ostensiva


 “Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium. Essa faculdade é inerente ao homem; não constitui, portanto, um privilégio exclusivo. Por isso mesmo, raras são as pessoas que dela não possuam alguns rudimentos. Pode, pois, dizer-se que todos são, mais ou menos, médiuns. Todavia, usualmente, assim só se qualificam aqueles em quem a faculdade mediúnica se mostra bem caracterizada e se traduz por efeitos patentes, de certa intensidade, o que então depende de uma organização mais ou menos sensitiva.”
 O fenômeno da comunicação entre os mundos visível e invisível existe desde os mais remotos tempos, desde antes que se pudesse escrever ou estudar sobre o assunto. Por este motivo, nem sempre este fenômeno foi compreendido ou aceito pelas sociedades, pelas culturas no decorrer do tempo. Como exemplo podemos citar a tenebrosa época da Santa Inquisiçãoonde estas manifestações foram taxadas de bruxaria, feitiçaria, pactos demoníacos, etc. Quantas pessoas foram gratuitamente mortas em função da ignorância social e religiosa sobre este assunto?
Hoje contamos com maior liberdade para estudarmos temas antes tratados como tabu. Para a construção deste artigo, contamos com a consulta de O Livro dos Médiuns, escrito em 1861 por Allan Kardec. Esta obra traz as pesquisas originais realizadas pelo codificador da Doutrina Espírita relacionadas ao tema da comunicação mediúnica. Com o auxílio destas pesquisas iremos refletir sobre questões e responder algumas dúvidas acerca da prática da mediunidade.
Afinal, o que é mediunidade ostensiva?
Existem sintomas que denunciam a mediunidade ostensiva?
Como desenvolver a mediunidade ostensiva?
Existem riscos em ser um médium ostensivo?
       
É de vital importância, para quem quer aprender sobre o Espiritismo, o estudo intensivo dos livros de Kardec, pois trará maior confiança ao irmão de ideal espírita que objetiva uma vivência baseada na busca da reforma íntima, para que se possa viver com paz, luz, fraternidade e bondade.
 
O que é mediunidade ostensiva?

Para que possamos entender melhor sobre mediunidade ostensiva, proponho que analisemos primeiramente o significado isolado de cada uma das palavras que compõem esse termo.
 Mediunidade é a qualidade do que se encontra no espaço mediano, o que está no meio e permite a comunicação ou o contato entre duas partes. Entendemos, então, que o médium é nada mais que o elo existente na comunicação entre o mundo visível e o invisível.
Ostensivo, por sua vez, é o adjetivo usado para caracterizar algo que é ou está evidente. Uma característica pessoal que é aparente, manifesta ou patente e uma habilidade desabrochada são exemplos de ostensividade.
Como vimos no trecho da introdução retirado de O Livro dos Médiuns, todos somos médiuns, em um grau menor ou maior, porém é comumente conhecido como médium aquele no qual ela se mostra de forma ostensiva.
Podemos concluir o que é mediunidade ostensiva como uma habilidade visível, evidente e incontestável que alguém possui de intermediar o contato entre espíritos encarnados e desencarnados. Em outras palavras, mediunidade ostensiva é aquela em que é notória a manifestação dos espíritos, em que se percebe claramente, no médium, um comportamento diferente do seu habitual.
 
Quais os sintomas de mediunidade ostensiva?

 “Nenhum indício há pelo qual se reconheça a existência da faculdade mediúnica. Só a experiência pode revelá-la.”
Influenciação como sintoma de mediunidade ostensiva
 A influenciação de espíritos sobre nós pode acontecer a qualquer momento, em qualquer situação e por inúmeros motivos diferentes. Notamos esta influência pela maneira diferente de nos comportarmos, de falarmos ou até de pensarmos e ela ocorre em alguns momentos específicos, não todo o tempo, dependendo, claro, do grau de influência.
SINTOMAS POSITIVOS: Os bons espíritos, por exemplo, respeitando nosso livre arbítrio, agem sobre nós de maneira mais sutil, inspirando-nos, sempre, bons pensamentos, aconselhando-nos atitudes de paz, de amor, de tranqüilidade, de fraternidade e de caridade. Por isso, a manifestação de um espírito moralmente adiantado é sempre tranqüila e respeitosa, não causando nenhum constrangimento ao médium.
Quando ocorre a influência dos bons espíritos você sente que poderia realizar grandes obras e ajudar a melhorar o mundo. Quando é ostensivo você percebe claramente que vem de fora, é algo geralmente superior a você.
SINTOMAS NEGATIVOS: Já os espíritos que nos influenciam para o mal não respeitam nosso livre arbítrio e, comumente, tentam dirigir nossos pensamentos para atitudes e sentimentos ruins, tentando nos persuadir a agir de forma incoerente com a bondade e com a caridade ensinadas por Jesus. Se algum pensamento negativo surgir na sua mente ou um desejo latente de realizar atos negativos as quais não condizem com a benevolência e que você não concorda, isso pode ser um sinal de que está sob a influência de irmãos desencarnados que têm más intenções.
Esses sintomas de mediunidade ostensiva acontecem antes do desabrochar da mediunidade ostensiva, pois, como diz o Divaldo Franco, a mediunidade ostensiva é um convite ao trabalho, ou seja, é tão forte que não há como não percebê-la.

Quais as evidências da mediunidade?
Sendo a mediunidade uma predisposição à comunicação com o mundo espiritual, nos que assim são dotados ostensivamente, a manifestação espiritual se faz notar pelas modificações nas diversas características que lhes são próprias. Em seu modo de agir quando for diferente do costumeiro ou seu humor alterado sem motivo aparente, por exemplo.
Sinais de irritabilidade, impaciência, tristeza, angústia, desânimo, preguiça, ideias negativas fixas, desejos repentinos de fazer algo incomum e incoerente com a lógica da bondade cristã são alguns exemplos de comportamentos que poderão denotar a mediunidade de uma pessoa, quando ela estiver sob a influência de irmãos desencarnados moralmente inferiores.

Influência ostensiva exercida pelos espíritos benfeitores pode ser tão direta como conversar com alguém encarnada, como os casos de aparições, da forma que Chico Xavier conversava com seu guia Emmanuel. Dependendo da mediunidade o médium irá escutar o seu guia, sem que o veja.

https://blog.canoro.com.br/mediunidade-ostensiva-sera-que-voce-possui/


Especialista em Trabalhos de Ocultismo.
https://mediumcruz.com