Autor Tópico: A cada um é dado segundo as suas obras  (Lida 81 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Ricardo

A cada um é dado segundo as suas obras
« em: Março 05, 2018, 11:19:36 pm »
Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Pergunta: Temos acompanhado que as intercessões espirituais de amigos e parentes podem
interferir com o destino dos espíritos encarnados e desencarnados. Como isso se daria?

Ishmael.
-  Meus amigos, nada apaga o que somos e o que teremos de fazer para melhor a nossa condição. Vozes podem falar por nós, mas os discursos mais audíveis sempre serão aqueles proferidos pela nossa consciência.
Cada colônia espiritual tem um departamento para acompanhar o processo de reencarne e o crescimento de seus cidadãos no plano físico. Tudo é considerado no processo e no planejamento reencarnatório. As habilidades e o histórico do companheiro podem ser utilizados por aqueles que o conhecem para propor atenuação de suas provas, cura ou minoração de dramas de saúde, mas tudo isso é colocado de forma condicional, sendo que o próprio interessado geralmente tem pleno conhecimento disso. Existe um “se” muito grande. Se ele se esforçar, se ele procurar reformar seus conceitos e se, se, se, se... isso ou aquilo pode vir a ser modificado.
Isso é interceder pelo bem de alguém, mas nunca são aprovadas medidas discriminatórias ou que prejudiquem terceiros.
As intercessões existem sim e podem interferir com a periferia de nossas obrigações, mas não com o cerne das mesmas. Aqueles que nos amam e colaboram com o nosso crescimento podem pedir, utilizando-se de argumentos válidos e justos, para que sejamos auxiliados em uma ou outra atividade a ser desenvolvida. Podemos receber a honra de pais amorosos e de um trabalho dignificante, privado de orgulho e facilidades do dia a dia. Podemos merecer o auxílio de companheiros espirituais que, diante de nossas numerosas quedas, se prestam a vir à Terra e, pegando em nossas mãos, de crianças espirituais, nos auxiliam em tudo.
Isso é algo que vi acontecer milhares de vezes nesses últimos 70 anos. Porém nada se compara ao esmero que alguns pais e mães possuem por seus filhinhos, ao longo de séculos...
O que não existe é o privilégio. Tudo aqui é justiça amalgamada com a piedade e misericórdia divina. Jesus teve que tipo de privilégio? A cruz que ele carregou era de veludo?
Seus pregos de ferro eram de tipo que não produzia dor? Claro que não. A espiritualidade pode ser mobilizada quantos aos meios e elementos periféricos de nossas vidas terrenas, mas apenas o resultado do nosso trabalho pessoal é que nos habilita a receber maior proteção da espiritualidade superior.Recebemos segundo nosso mérito e não segundo o tamanho de nossas promessas ou a vontade daqueles que nos amam. A cada um será dado segundo as suas obras e a cobrança também será realizada de acordo com os instrumentos de trabalho que foram disponibilizados para o amigo. Mas, para que vocês não se sintam deprimidos com essas palavras, gostaria de frisar que aqueles que possuem muitos amigos, nos diversos planos de vida, geralmente cultivaram uma postura fraterna ao longo de muitas existências e isso é algo que não pode ser descartado e está gravado em nosso carma.
Tudo o que recebemos tem relação direta com o nosso desempenho e não apenas com as amizades que cultivamos. Obviamente que aquele amigo que cultivou bons companheiros receberá pensamentos de amparo semelhantes àqueles que ele mesmo emitiu. Tudo ajuda aquele que deseja o progresso.

Retirado do Livro: Vida Além da Vida
Psicografia de Elrison Gaetti e Jardim Jumior
Espíritos Ishmael e Joseph Gleber

Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra



Tags: