Autor Tópico: Especial Enigmas - Ficheiros secretos: Extraterrestres  (Lida 86 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Ricardo

Especial Enigmas - Ficheiros secretos: Extraterrestres
« em: Março 04, 2018, 11:28:54 pm »
Em 1938, o cineasta Orson Welles transmitia pela rádio americana uma adaptação do livro A Guerra dos Mundos, que dava conta da invasão de seres extraterrenos no planeta Terra. O pânico instalou-se, pois todos pensavam tratar-se de factos reais. Isso provou apenas a enorme curiosidade e medo que existe com a possibilidade de não sermos os únicos seres vivos da galáxia. Ao longo dos anos têm sido relatados alguns casos (supostamente) reais de ovnis e extraterrestres testemunhados por algumas pessoas. Conheça os mais famosos, e por que razão nunca se conseguiram provar estas situações tão estranhas e inexplicáveis.

 
A vida extraterrestre é sempre um assunto polémico quando abordado. Somos realmente os únicos seres vivos desta enorme galáxia? Mas se existem outros por aí, porque não nos visitam com mais frequência? Os ufologistas garantem que não estamos sozinhos nesta imensidão de espaço e que alguns episódios que se passaram em várias partes do mundo provam exatamente isso. Porém, apesar de algumas testemunhas já terem relatados os casos mais extraordinários, os governos dos diferentes países trancam todas as pesquisas a sete-chaves e transformam estas supostas provas em autênticos ficheiros secretos. Que impacto teria no mundo a descoberta de que estes factos são verídicos? O pânico resultaria numa verdadeira Guerra dos Mundos? Muitas destas perguntas têm, ao longo dos anos, ficado sem respostas. E provavelmente assim continuará por muitos anos, enquanto o medo de mostrar ao mundo que não somos nós, os humanos, os seres mais inteligentes da galáxia, persistir.
 
O caso Roswell
Este é um dos maiores marcos da história da Ufologia e é também uma das maiores provas do encobrimentos de todos os factos – os verdadeiros ou aqueles que pensamos ser verdadeiros – pelo governo dos Estados Unidos. Mesmo depois de 50 anos, continua a ser noticiado e a intrigar o mundo.
A cronologia dos acontecimentos em Roswell, estado do Novo México, EUA, vem provar que aquilo que acabou por ser oficializado poderá não passar de um embuste. O casal Wilmot terá sido a primeira testemunha deste caso, quando sentados na sua varanda observaram um grande objeto oval voador e bastante iluminado cruzar os céus. William Woody e o seu pai também assistiram à mesma situação. Mais tarde, durante uma tempestade, o rancheiro MacBrazel ouve uma explosão enorme perto do local onde moravam. Pensando tratar-se de algum estrago provado pela tempestade, MacBrazel sai a cavalo para analisar os estragos da intempérie e depara-se com destroços metálicos, com umas espécies de inscrições com hieróglifos, no meio de um campo, onde o solo também estava vitrificado. Desse momento até àquele em que chega a versão oficial do governo em que se diz que afinal o que caiu naquele local foi um balão meteorológico, passaram poucos dias. Todas as testemunhas mais próximas do caso foram afastadas do caso e a imprensa, que na altura já noticiava para todo o mundo, a descoberta de uma nave especial no Novo México foi impedida que continuar com a publicação de mais factos. Depois de muita especulação, todos aqueles que participaram na investigação foram transferidos para outras bases aéreas e até aqueles que supostamente assistiram à autópsia dos corpos encontrados dentro do objeto voador não identificado, desapareceram sem deixar rasto.
 

Testemunhas desaparecidas
Glenn Denis, responsável da funerária Ballard, recebeu um telefonempor parte dos oficias da base aéra local, perguntando qual seria o tamanho de caixões mais pequenos que tinha no seu estabelecimento. Nesta altura, já o Pentágono entrou em ação de forma a conseguir minimizar a evolução dos acontecimentos. Mais tarde, Denis conheceu a enfermeira que assistiu à autópsia dos cadáveres encontrados, que lhe contou ter estado na presença de corpos que não poderiam ser deste mundo. Pedindo que jamais falasse no seu nome, esta mulher contou-lhe os seres que ajudou autopsiar tinham uma pele escura, uma estatura muito baixa, olhos salientes e quando abertos deitavam um cheiro nauseabundo. Mais tarde, o agente funerário, soube que a enfermeira foi transferida para Inglaterra e acabou por lhe perder o rasto. Escreveu-lhe uma carta para a nova morada da Europa, mas recebeu uma notificação com a seguinte informação: “Falecida”.
 
As desculpas do governo
Desde estes acontecimentos, que começaram em 1947 até hoje, foram editados cinco livros sobre o assunto, com vários relatos das testemunhas e também à imprensa, durante 15 anos, foi possível explorar o assunto. O governo foi dando as maiores desculpas para os factos. A última foi dada em 1997, quando os Estados Unidos dizem que os extraterrestres que supostamente as testemunhas teriam visto nada mais eram do que bonecos que eram soltos de para-quedas confundidos então por corpos de outro mundo.  Já em 1994, a força aérea tinha  emitido um relatório sobre o incidente de Roswell segundo o qual a suposta nave seria um balão secreto para detetar testes nucleares soviéticos.
 
Terão sido estes os estranhos seres descobertos dentro da nave espacial que caiu em Roswell
 
Os destroços encontrados no estado do Novo México, pareciam não deixar margem para dúvidas. Tratava-se de naves espaciais de outro planeta.
 
Os jornais da época noticiavam o acontecimento a todo o momento.
 
Outros casos famosos
 
O ET de Varginha (Brasil, 1996)
Em 1996, duas irmãs e uma amiga garantiam ter avistado uma criatura com pele acastanhada e viscosa, grandes olhos vermelhos e três saliências na parte superior da cabeça, num terreno baldio no bairro chinês do Jardim Andrere, em Varginha, Minas Gerais, Brasil. Supostamente, mais quatro criaturas teriam sido capturadas nesse mesmo dia, exatamente com o mesmo aspeto físico. O polícia Eli Chereze, que se diz ter ajudado a capturar estas criaturas, morreu 30 dias após estes acontecimentos de uma infeção desconhecida. Ufólogos deste país garantem que dos cinco seres apanhados, dois ainda estavam vivos. Os restantes três, foram examinados em hospitais locais e depois transferidos para uma unidade do Exército situado na localidade Três Corações. Dois dias depois, teriam sido levados para a Unicamp, a fim de ser investigados. As autoridades do Brasil negam este episódio e de facto não há provas físicas que corroborem estes acontecimentos. Aliás, o relatório oficial diz que as raparigas terão confundido, devido à intensa chuva que se verificava na altura, um morador local que tinha problemas mentais e a quem chamavam “mudinho”, com um ET.
 
As três raparigas que asseguram ter visto um ser de outro planeta.
 
As autoridades brasileiras explicaram os factos testemunhados com este relatório.
 
OVNIS sobre a Casa Branca (EUA, 1952) O caso, conhecido como "Washington UFO Incident", relata a aparição de diversos objetos voadores sobrevoando importantes edifícios da capital americana, inclusive a residência do presidente. Os óvnis foram vistos e fotografados por milhares de pessoas e o caso virou notícia nos principais jornais do país. Caças foram enviados numa tentativa frustrada de intercetá-los. Para explicar o incidente, a Casa Branca organizou a maior conferência de imprensa desde a Segunda Guerra Mundial. Diversas explicações foram dadas, como a de que meteoritos e satélites que poderiam ter sido confundidos com naves espaciais.
 
Caso Trans-en-Provence (França, 1981) A 8 de janeiro de 1981, um agricultor trabalhava na sua propriedade rural em Trans-em-Provence, França, quando ouviu um forte barulho e avistou um objeto voador cair perto dali. O agricultor alega ter visto o objeto levantar voo novamente, mas as marcas foram deixadas no solo. A polícia ouviu o relato do homem, tirou fotos do local e recolheu amostras. A GEIPAN (Grupo de Estudo e de Informação sobre Fenómenos Aeroespaciais Não Identificados) também realizou rigorosa investigação, que acabou por ser inconclusiva.
 
Caso Betty e Barney Hill (EUA, 1961) É conhecido, mas erradamente, como o primeiro caso de contato entre humanos e os tripulantes de um misterioso OVNI. Betty e Barney Hill relataram que voltavam de viagem em New Hampshire, a 19 de setembro de 1961, quando passaram a ser perseguidos por um UFO (sigla em inglês para objeto voador não identificado) em forma de disco. Depois, em sessões de hipnose, os Hill relataram que foram abduzidos e que, dentro da nave espacial, conversaram com os tripulantes e foram submetidos a exames clínicos pelos extraterrestres. Fraude ou não, o caso é um dos mais famosos e causou furor na época.
 
Suffolk (Reino Unido, 1980) É o caso mais importante de aparição de OVNIS no Reino Unido, apelidado por alguns de "Roswell britânico". Em dezembro de 1980, um objeto de forma cônica foi visto a pousar na floresta de Rendlesham, em Suffolk. Diversas patrulhas deslocaram-se até à região e, segundo registro por rádio, o objeto voador teria levantado voo com a aproximação dos carros.
 
Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra



Tags: