Autor Tópico: Íncubo: O Demónio Sexual Masculino que Ataca as Mulheres à Noite  (Lida 85 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Ricardo

Íncubo: O Demónio Sexual Masculino que Ataca as Mulheres à Noite

Você mulher, durante à noite já teve a sensação de que alguém a possuiu, fez literalmente sexo com você durante um sonho, mas ao acordar sentiu que foi real? Se sim, você pode ter sido vítima de um Íncubo...

Não é mais novidade para muitos de vocês que também sou o proprietário do portal Sobrenatural.Org. Nele, durante seus mais de 13 anos, recebi alguns relatos realmente assustadores de mulheres que foram possuídas à noite por demônios, e que em alguns casos extremos acordavam com sangue e fezes na cama! (você vai ler alguns desses relatos no final deste post). Aprendi que, infelizmente, esses relatos não são casos isolados, e que acontecem com uma frequência assustadora, desde épocas remotas! Inclusive, esses demônios que possuem as mulheres tem até nome próprio: Íncubo.

A palavra íncubo provem do verbo latino incubare que significa estar sobre alguém.

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra

Desta forma a definição de íncubo é: demônio que toma a forma masculina e durante a noite realiza atos sexuais com as mulheres, o chamado incubato.

Algumas mulheres relatam que sentem como fogo em suas partes íntimas quando esses demônios as possuem, mas que o esperma deles é frio como o gelo. O objetivo do íncubo é o prazer, além de sugar a energia da vítima. Mas geralmente estes encontros não são nada prazerosos para as mulheres.

Alguns casos mais antigos relatam que a cópula resultava em gravidez, e que ao contrário do que muitos estudiosos pensavam, alguns desses filhos não eram estéreis. De acordo com alguns pesquisadores antigos, esses bebês são criaturas de maior peso que o normal, mas são fracas e capazes de esgotar três amas sem ficarem satisfeitos! Era tão comum que muitas mulheres no passado justificavam sua gravidez como resultado de um ataque de íncubo. Hoje, já não é mais comum dizer que ficou grávida de um íncubo. A moça coloca a culpa no boto, nos ETs greys, no espírito santo etc... Na verdade, uma em cada 200 mulheres americanas afirmam que ficaram grávidas e são virgens ainda!

Mulheres grávidas de demônios já foram exploradas em diversos filmes de cinema, e talvez o mais famoso seja "O Bebê de Rosemary". Outro filme que vai explorar este tema estreia nos cinemas nesta sexta-feira, 24 de janeiro: "O Herdeiro do Diabo". O filme mistura elementos de O Bebê de Rosemary com o estilo "found footage" de filmes como Atividade Paranormal, e  tem direção de Tyler Gillett e Matt Bettinelli-Olpin. A sinopse oficial diz: Depois de uma misteriosa noite de sua lua-de-mel, este casal de recém-casados se depara com uma gravidez não planejada. Enquanto registra tudo para a posterioridade, o marido começa a notar o estranho comportamento de sua esposa - ao princípio atribuido aos nervos da primeira gravidez - mas conforme os meses passam, torna-se evidente que as estranhas mudanças de seu corpo e mente têm origens muito mais sinistras..


Características de um ataque íncubo:

Algumas características que vão te ajudar a saber se foi vítima de um ataque de um íncubo.

- "Sonhou" com o ataque. Os ataques ocorrem em sonho.
- Um peso sobre seu tórax
- Região sexual ficar quente
- Sentir um líquido frio penetrar seu corpo
- Acordar muito fraca, pois o íncubo suga sua energia vital
- Ter em sua cama registros físicos do ataque, como sangue e/ou fezes



Causas de um ataque de íncubo

Segundo o famoso ocultista H. Ridley, em Incubato e Sucubat, o ataque pode ser distinguido em quatro formas:

- Possessão Involuntária: A vítima estando na cama e geralmente dormindo ou semi dormindo, sente um peso asfixiante e a sensação de um corpo invisível em contato com o seu do qual recebe ardentes carícias, preliminares de uma cópula esquisita, que a deixa muito fraca e dolorida. Geralmente são mulheres tomadas de fanatismo religioso tão grande, que acaba formando no astral "entidades" com a forma que elas abominam (forma-pensamento). Só ocorrem se a mulher estiver com desequilíbrio psíquico. A imaginação cria uma imagem, a vontade da pessoa faz ela ficar real no "plano astral", pronta para possuí-la sexualmente.

- Possessão Satânica: O bruxo toma parte voluntária no ato. Evoca a Satã para que apareça revestido do sexo oposto, e a ele se entrega com tal fé e certeza do fenômeno, que segundo relatos verídicos e pelo visto em casos dos nossos dias, o evocador demonstra gozar com a união demoníaca todos os prazeres que ela promete; efetivamente, oferece todos efeitos fisiológicos de um coito normal.



- Evocação dos Espíritos: É também uma possessão voluntária e é ocasionada na maioria dos casos pela evocação de uma pessoa amada recentemente falecida, que aparece durante o sono, estando a pessoa que evoca desperta, para entregar-se com ela ao sexo.

- Possessão Mágica: Um mago projeta-se em corpo astral e materializa seu corpo para ir possuir o objeto de seus apetites carnais. Trata-se de Magia experimental. Valendo-se de conhecimentos ocultos, estabelece uma relação astral com a pessoa pelo mago escolhida, por um ato de feitiçaria, servindo-se de qualquer objeto pertencente a mesma. Se o objeto for cabelo, um pano manchado com sangue ou uma roupa íntima usada por um tempo, muito melhor.

Quem são os Íncubos?

De acordo com Franz Hartmann, um íncubo pode ser:

- Parasitas do plano astral que se transformam em  elementos astrais do homem em consequência de uma imaginação libidinosa.

- Formas astrais de pessoas falecidas (elementares), que de maneira consciente ou instintiva são atraídas pelos luxuriosos, manifestando sua presença de maneira tangível, mas invisível, e que tem relação carnal com suas vítimas.

- Corpos astrais de feiticeiros ou bruxos que visitam as mulheres com o objetivo sexual. São inúmeros os magos negros capazes de "desdobramentos" que utilizam de seus poderes para satisfazer seus desejos carnais.

Para a ciência, um íncubo é simplesmente um:

- Delírio da mente humana, causados pela sociedade religiosa rígida, autoritária. É comum, principalmente na adolescência, ocorrer a famosa "polução noturna", onde as mulheres tem orgasmos e os homens ejaculações. É algo perfeitamente normal, orgânico, mas para uma pessoa com medo do fogo do inferno, torna-se algo horripilante.

Alguns relatos de ataques de íncubos

Selecionei alguns relatos de mulheres que foram atacadas por íncubos:

Me Tocaram Enquanto eu Durmo
Enviado por Amanda para o AssombradO.com.br

Sou evangélica desde que me entendo como gente e sempre fiz tudo para agradar a Deus. Estive longe de amigos e festas (nunca fui). Tenho 20 anos e sou virgem....

Tudo começou aos 15 anos se não me engano, quando eu ia dormir eu sentia algo me tocando, fazia coisas comigo, eles transavam comigo... Eu sentia me penetrar, era a coisa mais horrível do mundo pois eu nunca fiz isso e me sentia como se eles me estuprassem. O mais estranho (ou talvez o bom) é que mesmo assim não tiraram a minha virgindade.

Decidi escrever.... desculpem se não soube escrever direito, é que eu estou chorando e meu coração bate forte. Me sinto abandonada pelo ser que mais amo no mundo: Deus. Talvez ele não seja tão bom quanto dizem.

Por favor, publique a minha historia! Estou super nervosa e tomei coragem para escrever porque eu sei que tem pessoas que passam o mesmo que eu.

Se vocês sabem de algo, escrevam abaixo nas opiniões sobre o que pode ser essas coisas.

Nunca contei isso a ninguém, nem aos meus pais.

Clique aqui e veja as opiniões dos leitores sobre este caso!

Aconteceu algo apavorante comigo
Por LGA. Enviado para o Sobrenatural.Org em 08/02/2007

Me chamo L. e tenho 38 anos. Há exatamente 4 meses têm acontecido coisas estranhas comigo. Já pensei em mandar este relato há muito mais tempo, mas sempre tive muita vergonha pelo fato do que aconteceu comigo e do teor sexual.

Pois bem, eu irei contar apesar de saber que muitas pessoas irão caçoar e me chamar de mentirosa. Espero que vocês do site não pensem dessa mesma maneira e me dêem explicações do que aconteceu comigo.

Moro em Curitiba e há 4 meses aconteceram coisas estranhas comigo. Me divorciei há 1 ano e tenho um filho de 3 anos. Eu estava em casa quando uma amiga minha me ligou dizendo que estava preocupada comigo porque sonhava constantemente que eu estava sendo atacada por alguma coisa que ela não sabia descrever. Eu pensei que era somente um pesadelo e pelo fato dela ser usuária de drogas leves, achei que fosse normal ela ter esses tipos de pesadelos, disse para ela não se preocupar e continuei na rotina de casa.

Lá pelas 10 da noite levei meu filho no quarto e o fiz dormir e decidi dormir também. Peguei no sono e acordei apavorada, mas acordei com muito medo! O quarto estava escuro e notei uma luz bege próxima da minha cama. Havia um cheiro muito forte de fezes e carne estragada. Fiquei petrificada de medo, não conseguia me mover e só pensava no meu filho. Foi quando senti um peso sobre mim e comecei a respirar com dificuldade, senti que algo estava tentando me possuir, me senti sendo violentada por algo, como se fosse um pedaço de ferro gelado. Senti uma ardência e fortes dores na vagina, como se eu estivesse sendo violentada por um pedaço de ferro. Fiquei nesse martírio por algum tempo. Foi quando me viraram de bruços e me penetraram pelo ânus. Sangrei muito e defequei pela cama. Acabei desmaiando e quando acordei havia sangue pela cama e manchas de fezes, mas não havia fezes.

Fui ao hospital e me disseram para dar parte à polícia porque eu havia sido violentada, mas eu não vi quem fez isso comigo.

Tenho pesadelos constantes a partir deste dia e fui a vários espíritas para me dizerem o que aconteceu, mas até agora ninguém me disse exatamente porque fui atacada desta forma. Uma médium me disse que foi um bicho, uma entidade que foi paga com sangue por uma conhecida minha que quer ver a minha desgraça, mas não conheço ninguém que me queira mal.

Espero que vocês do site me digam o que aconteceu comigo...

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra



Tags: