Mensagens recentes

Páginas: [1] 2 3 4 5 6 7 8 9 10
1
Tarot / Antigo Tarô de Marselha (curso completo)
« Última mensagem por Mestre_Cruz em Março 30, 2018, 02:03:57 pm »
Antigo Tarô de Marselha (curso completo)

Origem
O pesquisador Michael Dummett, filósofo e estudioso dos jogos de cartas, concluiu que - na falta de provas documentais anteriores - o baralho de Tarô foi provavelmente concebido no norte da Itália, no século 15 e introduzido no sul da França, quando os franceses conquistaram Milão e Piemonte em 1499.

Os antecedentes do Tarô de Marselha, então, foram introduzidos no sul da França. O jogo de tarô declinou na Itália, mas sobreviveu na França e na Suíça. Os desenhos são de caráter medieval e podem ter recebido influencia do vitral gótico, em razão de suas linhas ou de suas cores. Quando o jogo foi reintroduzido no norte da Itália, o padrão das cartas reconhecido como “de Marselha” foi introduzido na região.

As Cartas
Popularmente conhecido como cartas de ler a sorte, cartas ciganas, etc. o tarô é um conjunto de 78 cartas representando figuras humanas, animais, vegetais, objetos e símbolos. Essas cartas, ou lâminas, como também são conhecidas, contêm um significado oculto, tanto individual como em relação umas às outras.

Esse conjunto de 78 cartas se divide em dois grupos. Ao primeiro, denominado Arcanos Maiores, correspondem 22 cartas, tradicionalmente numeradas de 1 a 21 mais uma não numerada ou identificada pelo número zero. Mais raramente, alguns jogos não apresentam o número 13, mas isso por mera superstição. O segundo grupo de cartas, conhecido como Arcanos Menores, ou simplesmente "os naipes", contém 56 cartas, subdivididas em quatro grandes subgrupos, os naipes propriamente ditos: paus, copas, ouros e espadas. Cada naipe abrange quatorze cartas: rei, uma rainha, um cavaleiro, um valete e cartas numeradas de um a dez. As cartas de jogar, que todos conhecem, deriva deste segundo grupo de tarô.

O Ocultismo das Cartas
O oráculo não é para ser exposto ao público mas para consulta particular. As cartas de uma bruxa devem ser somente dela e caso ela deseje fazer consultas para outras pessoas, deve ter um baralho exclusivo para isto.
Para transformar um baralho de cartas em um oráculo deve iniciar tomando posse das cartas, ou seja, impregná-las com suas vibrações pessoais. Deve-se realizar uma pequena cerimônia de apresentação das cartas aos Deuses e deixá-las dormir uma noite ao luar (não é necessário que fiquem expostas ao tempo, podem ficar dentro de casa, diante de uma janela de vidro fechada recebendo os raios da lua, por exemplo).

As cartas devem ser guardadas envoltas por um tecido preto, em um local próximo à bruxa ou aos seus pertences, para que fiquem sempre impregnadas com a sua energia. Este baralho jamais deve ser visto ou tocado por outras pessoas e suas consultas devem ser secretas, ou seja, ninguém poderá saber o que for mostrado por estas cartas.

Este tarô corresponde a um oráculo de pesquisa, de aquisição de conhecimentos e respostas, de experiências, de crescimento interior. Esse conjunto de cartas deve ser escolhido e tratado com muito carinho, posto que será um jogo de estimação, uma vez que a carga emocional e afetiva envolvida em seu manuseio tende a aumentar-lhe a sensibilidade.

Quando não quiser mais este baralho, deverá queimá-lo e lançar suas cinzas na natureza (jardim, campo, mar, etc.) pois ele carrega a energia daquele que o manuseava e esta energia deve ser entregue aos Deuses para proteger o(a) dono(a) do tarô.

Leitura do Tarô
Está diretamente relacionada com uma pergunta ou consulta formulada. Em outras palavras, a resposta a uma pergunta complexa pede uma leitura mais cuidadosa, mais elaborada; contudo, para uma resposta que não exija grandes aprofundamentos, uma leitura simplificada mostra-se suficiente.

Portanto, bastariam os Arcanos Maiores para uma resposta satisfatória, reservando-se os Menores para as leituras e análises mais complicadas.

Embaralhamento
Toda leitura é sempre precedida do embaralhamento das cartas e, em geral, embaralham-se os 22 Arcanos Maiores em separado dos 56 Menores.

A pessoa que embaralha as cartas as impregna com seu magnetismo. Desse modo, o embaralhamento deve ser feito por quem formula a pergunta, ou seja, o consulente. Tome-se isso, entretanto, como uma recomendação e não como norma obrigatória. O corte do maço, este sim, é exclusivamente do consulente.

Separados os dois grupos de Arcanos, embaralham-se as lâminas tal como nas cartas de jogar. Um outro método consiste em espalhar as cartas aleatoriamente sobre uma mesa (previamente forrada com um tecido preto) com as faces voltadas para baixo e movimentá-las circularmente no sentido anti-horário. Usar ambas as mãos.

O consulente corta então o maço em duas partes. O intérprete, em seguida, sobrepõe carta por carta das duas partes cortadas até que não reste nenhuma. Se sobrar alguma, recomeça a operação. É comum efetuarem-se três embaralhamentos e três cortes seguidos da sobreposição das cartas. Em geral, na terceira vez, o tarô dá um sinal: não há sobras, ou seja, o último corte separou o conjunto em dois conjuntos de onze cartas, e a sobreposição se completa sem sobras, "avisando" que o jogo está pronto para começar. Se, entretanto, após a terceira tentativa, isso ainda não ocorreu, é melhor parar e recomeçar do princípio, isto é, embaralhando tudo novamente. Às vezes, o sinal ocorre já na segunda sobreposição, raramente na primeira.

Os Arcanos Menores podem ser embaralhados da mesma forma e apenas uma vez.

Formulação da Pergunta
A maneira de abordar o oráculo revela-se fundamental, pois serão mobilizadas várias energias, principalmente mentais. O consulente deve visualizar a pergunta, que deve estar bem clara em sua mente.

Para conseguir visualizar o que deseja saber o consulente deve concentrar-se, desligar-se do mundo exterior e mergulhar no seu íntimo, pensando exclusivamente na sua pergunta. Se for uma dúvida relativa a uma pessoa, por exemplo, o consulente deve pensar na pessoa e nas situações que a fizeram ter aquela dúvida. Deve-se fechar os olhos e visualizar concentradamente. Após isto, o consulente deve abrir os olhos e cortar o baralho.

A Leitura
São muitas as maneiras de fazer uma leitura de tarô, entretanto, qualquer que seja o modo escolhido ao terminar a fase de embaralhamento, o maço deve ser colocado sobre a mesa com a face para baixo. O intérprete virará as cartas de cima, da direita para a esquerda, lateralmente (a fim de não invertê-las). O sentido das cartas (correto ou invertido) é considerado a partir de quem faz a leitura e não do consulente (caso este não seja o próprio intérprete).

Leitura por Três

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Embaralham-se os 22 Arcanos Maiores e viram-se três cartas, colocando-as em sequência. A primeira carta corresponde ao passado, a do meio ao presente e a terceira ao futuro. A interpretação se faz pelo encadeamento dos significados a partir da primeira carta. Pode-se introduzir uma modificação colocando-se as três primeiras da esquerda para a direita e, em seguida, colocando-se sob cada uma delas uma nova sequência de três cartas, que funcionarão como "explicadoras" da carta de cima; ou seja, a carta inferior afeta a superior. Ainda assim, conservam-se os significados de passado, presente e futuro.

Leitura por Cinco

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Embaralhando o tarô, coloca-se uma sequência de cinco cartas da esquerda para a direita. A primeira é o passado, a segunda o presente, a terceira o futuro; a quarta será o consciente do consulente (seu enfoque consciente do problema) e a quinta carta representará seu inconsciente (seu enfoque inconsciente). Introduzindo nova série de cartas sob essas, teremos a leitura modificada por cinco.

Leitura por Sete

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Representa a mesma coisa que a leitura por cinco, mas com a adição de mais duas cartas no final: a sexta representa a visão do consulente a respeito de si mesmo e a sétima, a visão que as outras pessoas têm do consulente. Também se pode aplicar o método modificante.

Leitura por Dez

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


É a leitura por sete com alguns acréscimos: a primeira carta representa a pergunta, o consulente; a segunda carta representa os obstáculos e problemas relativos à pergunta; a terceira representa a visão consciente; a quarta, a visão inconsciente; a quinta, a visão pessoal; a sexta, a visão por outras pessoas. A sétima carta reafirma e esclarece a quarta carta, enquanto a oitava faz uma síntese das seis primeiras. A nona carta representa uma explicação e reafirmação da terceira e, ainda, assume o papel de obstáculo vencido; finalmente, a décima carta representa o futuro, ou seja, a resposta à formulação.

Leitura por Doze

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Essa modalidade de leitura segue os padrões astrológicos e por isso são doze cartas, porque são doze signos zodiacais. Os significados sobrepõem-se com os significados das casas astrológicas. É uma leitura muito mais complexa e precisa e requer conhecimento profundo de cada signo.

Para esta leitura, em geral, distribui-se as cartas na ordem numérica correta e depois coloca-se o maço restante no centro do círculo. Levanta-se então a primeira carta que representa o futuro. A leitura segue então dessa forma, vendo o futuro de acordo com as cartas e a influência dos astros.

Para uma leitura do futuro mais detalhada, deve-se acrescentar um círculo externo com os Arcanos Menores, respeitando a mesma ordem numérica de distribuição das cartas. Esta leitura é a mais completa para quem deseja saber mais detalhes sobre o futuro. Esta leitura, às vezes, torna-se impossível de compreender, pois as cartas e as posições ficam confusas, isto ocorre quando o futuro ainda não está definido e a pessoa pode mudar o seu curso.

Interpretação
Costuma-se atribuir um determinado significado a cada uma das cartas do tarô. Essa é a forma como ele chega mais comumente ao público, empregado tanto por cartomantes, como por estudiosos. Aos Arcanos Maiores, atribuem-se significados mais ou menos flexíveis, abrangentes, genéricos, mantendo-se restritos e particularizados os significados dos Arcanos Menores.

Essa constitui a forma mais usual de interpretação por estudantes sérios quando não há necessidade de leituras mais elaboradas ou quando não há uma preocupação maior com a clareza.

Um outro tipo de análise de cartas, principalmente dos 22 Arcanos Maiores, é aquele em que se procura apreender o significado da carta através de seu simbolismo e das reações intuitivas que ela desperta, bem como de seu posicionamento em relação às cartas vizinhas. Esse tipo de interpretação confere ao tarô dimensão e profundidade infinitas, fazendo do lançamento de sua carta um verdadeiro canal de captação do todo.

Numa primeira abordagem, o tarô nos remete a três níveis distintos de profundidade: físico, mental e espiritual (este é também chamado de consciente, subconsciente e inconsciente).

Nível Físico
Corresponde a uma interpretação literal das cartas, ou seja, pelo seu significado gráfico-simbólico, sem grandes preocupações intuitivas, pouco dependendo do grau de conhecimento ou de sensibilidade do intérprete.

Trata-se da forma de leitura mais superficial e por isso mesmo, mais conforme os problemas do nosso dia-a-dia (dinheiro, emprego, amores, casamento, filhos, inveja, ciúme, etc.). Enfim, está em relação direta com o nosso material, biológico, racional. Esta a forma de leitura mais comumente feita por cartomantes e curiosos em geral.

Nível Mental
Neste nível ocorre o aprofundamento no abstrato, a interpretação se faz já vislumbrando a ação das forças e leis que regem a natureza, o cosmo.

Aqui, a intuição começa a se mostrar e o consulente começa a perceber suas relações com o mundo ao seu redor (e não mais apenas com o intérprete), as grandes tendências de seu futuro, porém já em termos de auto-avaliação.

As experiências estético-sensoriais vão ocupando os espaços antes preenchidos por sensações unicamente orgânicas. Em suma, o nível mental é o elo de ligação entre os dois extremos - o material e o espiritual.

Nível Espiritual
O terceiro e mai profundo nível, o espiritual, só faz sentido para aqueles que já se voltaram para o caráter eterno do ser, aqueles para quem o mundo material, com todas as suas atrações, já não exerce influência, ou pelo menos, não mais ocupa lugar de destaque na escala de valores.

Essas pessoas, tendo já transcendido suas limitações materiais, preocupam-se com sua parte imortal, passando a ter (e ser) um canal aberto aos planos superiores. Em tal situação, o estudioso do tarô tem sua intuição extremamente aguçada, estando em condições de estabelecer suas próprias normas de conduta e de decidir sobre quais aspectos de sua vida deve interferir para obter maior crescimento espiritual e energético.

Análise Individual da Carta
A análise e interpretação do grafismo de cada carta envolve três etapas: a análise das cores, de sua distribuição(posicionamento na mesa em relação às outras cartas) e a análise conjunta do simbolismo gráfico e das cores.

1. Figuras Geométricas

Ponto, círculo, triângulo: Representam a essência, o espírito. O ponto é o espiritual em sua forma embrionária, potencial, já o círculo é a sua realização.O triângulo significa a espiritualidade polarizada, ou seja, o plano espiritual mais baixo, mais próximo à matéria. Daí os dois triângulos entrelaçados ( o selo de Salomão), um apontando para cima, significando o ser humano ascendendo ao divino, o outro apontando para baixo, significando o elemento divino em sua descida á matéria.

Cruz e/ou quadrado: Geralmente representam o mundo material, o sofrimento, a necessidade de superação e transcendência desse plano. O quadrado ou o cubo estão mais ligados ao materialismo, enquanto a cruz representa o sofrimento no físico (perdas, hábitos, vícios, etc.).

Lemniscata: Essa palavra vem do latim e significa "ornadas de fitas", sua forma é um 8 e lembra um laço de fita. É a forma do chapéu do Mago e da Força. Representa a parcela essencial do ser humano, ou seja, a sua alma. Corresponde aos processos que ocorrem no transcorrer da vida de uma pessoa e não são determinados pela personalidade.

2. As Cores

Correspondem às condições psicológicas ou ao estágio individual do indivíduo, seu grau de apego e/ou desprendimento do plano físico.

Vermelho: Significa ação, violência, agressividade, arroubo, sexualidade, virilidade.

Azul: Expressa passividade, introspecção, ponderação, materialismo, indecisão, feminilidade.

Amarelo: Representa o intelecto ou as fixações intelectuais do indivíduo, se na cabeça, intelectualismo ou atividade intelectual predominante. Se nos braços e pernas, esperteza, trabalho com as mãos e os pés.

Branco: Denota pureza, a alma, essência do ser, desenvolvimento por meio de crescimento interior e não da personalidade.

Verde: Expressa regeneração, decomposição, desagregação, podendo representar, ao mesmo tempo, renovação. Em geral é expresso pelo simbolismo vegetal das cartas.

3. Os Objetos

São quatro os objetos mais comumente reconhecidos no grafismo das cartas e podem estar representados de maneira direta ou indireta.

Bastão ou clava (paus): Significa o cetro de poder, ação, intelectualidade.

Copo ou taça (copas): Expressa receptividade, passividade, emoção.

Espada, punhal (espada): Violência, atividade física, ação.

Moeda, roda, pantáculo (ouros): Denota a matéria, o ambiente exterior.


4. Direção e posição

As direções e posições das figuras representadas nas cartas também apresentam importante significação

Para a esquerda: Representa o passado

Para a frente: Se encarando o consulente, é o presente

Para a direita: Denota o futuro

Figura em pé: A ação será imediata ou o acontecimento está bastante próximo

Figura sentada: A ação será demorada ou o acontecimento demanda um certo tempo para ocorrer, ou ainda, reflete antigas influências do passado

Para baixo: Representa acontecimentos ou ações ligados ao passado, mas interferindo nos assuntos presentes

Para diante: Direita ou esquerda, segundo o plano horizontal, significa acontecimentos atuais, aqueles que se desencadearão presentemente

Para cima: o Louco é a única figura que olha para cima e isto significa possibilidade de ação ou de liberação


Análise das Cartas em Conjunto

Essa fase segue-se à leitura individual das cartas, devendo ser analisado os seguintes aspectos: a harmonia ou desarmonia dos elementos antagônicos (ação/imobilidade, espiritualidade/materialidade, atividade/passividade, etc.); as influências recíprocas que as cartas exercem umas sobre as outras; a localização da carta dentro de cada leitura.

Os Arcanos Maiores

Esse conjunto, em número de 22 cartas, compõe a base, o alicerce do tarô. Ao contrário dos Arcanos Menores, sua significação é central, um tanto fixa, porém de simbologia muito mais profunda. É nesse conjunto que os três níveis se configuram e é nele que o estudioso interessado deve focalizar sua atenção. Estas cartas são: o Mago, a Papisa, a Imperatriz, o Imperador, o Sumo Sacerdote, o Enamorado, o Carro, a Justiça, o Eremita, a Roda da Fortuna, a Força, o Enforcado, a Morte, a Temperança, o Diabo, a Casa de Deus, a Estrela, a Lua, o Sol, o Julgamento, o Mundo, o Louco.


I - O Mago

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


O homem no sentido natural, desconhecedor de suas potencialidades e possibilidades. Seu chapéu forma a "lemniscata", o oito horizontal, símbolo do infinito e do conhecimento esotérico. Os ombros formam um círculo e a mesa um quadrado da matéria.

Nas mãos do mago vemos o bastão (cetro) e a moeda (círculo) de maneira oposta, representando o engano. O vegetal significa vitalidade.

Detalhes importantes:
a posição cetro/moeda;
os braços formam o aleph;
o disfarce do potencial dos objetos sobre a mesa - punhal (espada); taça (cálice); moeda (círculo); bastão (cetro);
o olhar e a direção do olhar do mago.

Interpretação
Posição correta: início das atividades (excesso de vermelho), empenho para falar, atuar, estudar ou escrever. Capacidade de aceitar riscos. Inteligência alerta e aberta; eloquência persuasiva.
Posição invertida: charlatanice, covardia, fraude.
Sentido esotérico: reconciliação de extremos, desenvolvimento do eu dentro das possibilidades oferecidas pela vida. A cegueira do homem perante seu próprio estado e suas potencialidades espirituais.

II - A Papisa

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Necessidade de tornar-se receptivo, de pensar, ou de parar, a fim de se aprimorar. Deve-se receber experiências no campo espiritual para se aprimorar. O tronco e a cabeça da figura formam um triângulo ascendente e a parte inferior de sua cabeça forma o sinal da matéria.

Detalhes importantes:
o olhar e a direção do olhar da figura;
o livro, como fonte de sabedoria;
a predominância do azul;
a cor vermelha losangular (vagina) como atividade escondida.

Interpretação
Posição correta: intuição, coisas escondidas, influência da Lua e de Saturno. Silêncio ou necessidade de silêncio, um estrangeiro, sentimento religioso.
Posição invertida: preguiça, imaginação em excesso, intenções hostis
Sentido esotérico: desenvolvimento da vida contemplativa, necessidade de retorno ao âmago intelectual e espiritual, percepção das próprias necessidades espirituais. A mulher ideal.

III - A Imperatriz

O ser humano realizado, plenamente consciente de suas potencialidades. As asas encurvadas da águia no brasão representam autoridade moral, espiritualidade. O tronco e a cabeça formam o triângulo ascendente, espiritual, e a parte inferior da figura forma o quadrado da matéria.

Detalhes importantes:
a direção do olhar da figura;
a predominância do azul;
a coroa (realização e poder);
o cetro amarelo;
o brasão entre o céu e a terra;
as asas da águia apontando para cima;
as asas da própria figura;
a planta à esquerda.

Interpretação
Posição correta: sabedoria, força espiritual, ação, inquietude, evolução, progresso das forças da civilização. Corresponde às influências femininas da Lua, de Vênus.
Posição invertida: frivolidade, vaidade, falta de senso prático, prodigalidade excessiva, perda de bens materiais, esterilidade.
Sentido esotérico: representa a alma do homem, sua compreensão, elegância e domínio. Representa também a feminilidade como forma de expressão, de criação e de poder exercido com sutileza. Simboliza ainda esplendor e mesmo a mulher amada.

IV - O Imperador

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Representa o ser humano, ou melhor, como ele virá a ser quando desenvolver seus potenciais. A cabeça e as costas formam o triângulo ascendente da espiritualidade, e as pernas se cruzam, simbolizando a matéria.

Detalhes importantes:
o chapéu, que representa crescimento interior;
a predominância do azul;
o cetro amarelo;
o cinto amarelo e o medalhão;
a águia no brasão, com as asas abertas;
a planta comehttp://www.yoursouls.pt/Themes/default/images/bbc/bold.gifçando a se desenvolver.

Interpretação
Posição correta: forte autoridade ou necessidade de consulta a uma autoridade superior. Vontade, força de execução, riqueza material. Influência de Saturno, Marte e Júpiter. Representa a lei, o poder público, perseverança, força resoluta, certeza.
Posição invertida: dogmatismo, fraqueza de caráter, medo de autoridade, imobilismo.
Sentido esotérico: fluxo de energias no sentido da realização.

V - O Sumo Sacerdote

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


A fertilização do espírito, o uso e o abuso do conhecimento esotérico ou ocultista. A cabeça apresenta-se coroada por uma tiara em que predomina o amarelo, ou seja, a espiritualidade. A mão direita aponta a esquerda, que segura a cruz tríplice, também amarela, denotando a necessidade de se iniciar o estudo das coisas espirituais e esotéricas. O torço e a cabeça reafirmam tal situação ao formarem o triângulo acendente. As duas figuras ajoelhadas representam os bons e os maus potenciais e suas mãos formam um novo aleph, representando o início de um novo ciclo.

Detalhes importantes:
o olhar da figura;
as colunas atrás da figura(asas em potencial);
as cores;
a veste azul e o manto vermelho.

Interpretação
Posição correta: dever, consciência, disposição para a vida religiosa, conselheiro, conselhos, generosidade, perdão, autoridade moral, doação de conhecimento.
Posição invertida: moralismo estreito, superstição, conselheiro pedante e incompetente.
Sentido esotérico: a procura de um mestre; indecisão quanto à moralidade de uma situação, do certo e do errado; necessidade de se conhecerem todas as facetas de um problema.

VI - O Enamorado

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


A indecisão do ser humano frente a decisões difíceis, porém inevitáveis. À esquerda está a mãe (ou o vício), que aponta para as partes genitais; à direita, a amada(a virtude), aponta para o coração. No meio, o Cupido arma sua flecha, tendo ao fundo o fogo lunar; a figura do Enamorado olha para a esquerda.

Detalhes importantes:
as listras na roupa da figura central indicam indecisão, pois não há dominante;
a cor vermelha, que predomina à esquerda e a cor azul, que predomina à direita;
a direção da flecha;
a cor do chão aos pés do Enamorado;

Interpretação
Posição correta: necessidade de decisões e de escolhas responsáveis, desejo e simpatias benevolentes, escolha de relacionamento, casamento.
Posição invertida: irresponsabilidade, vícios, hipocrisia.
Sentido esotérico: luta interior para chegar a uma decisão sobre o aspecto físico e espiritual

VII - O Carro

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


O ser humano equilibrado e, portanto, bem-sucedido, que foi capaz de decidir corretamente. O corpo do homem, coroado em amarelo, representa o equilíbrio no bem e o poder. A moldura formada pelos quatro mastros mostra que ainda há certo apego à matéria. O carro corresponde ao corpo material, veículo do espírito, e os dois cavalos significam as contradições entre a passividade e a atividade, as emoções contraditórias.

Detalhes importantes:
os quatro mastros coloridos e o equilíbrio de suas cores;
o cetro amarelo;
uma das mangas é amarela e a outra vermelha;
o azul central no tórax da figura;
as ombreiras;
o vegetal no centro;
as expressões dos cavalos, bem como suas direções opostas.

Interpretação
Posição correta: merecido triunfo sobre os obstáculos, sucesso nas empreitadas, principalmente nas iniciadas sobre a influência de Júpiter. Viagens bem-sucedidas, trabalhos bem-executados.
Posição invertida: colapso inesperado de planos, doenças, fracasso, prejuízos, perdas no último instante.
Sentido esotérico: capacidade humana de, através da mente, controlar o corpo(carro) num rumo certo e definido, apesar das emoções.

VIII - A Justiça

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


O equilíbrio entre o bem e o mal, que deve ser conseguido pelo homem. Uma parada para pensar e analisar a situação. Necessidade de deliberação antes de tomar uma decisão importante e necessária.
Os ombros e a balança formam o triângulo ascendente, espiritual. Há equilíbrio nas cores azul e vermelho, e o encosto da cadeira forma as "asas" da alma. Ao mesmo tempo, nota-se a espada (matéria) erguida, em posição de ação, empunhada pela mão direito. O símbolo de equilíbrio pende à esquerda.

Detalhes importantes:
a posição frontal da figura;
sua expressão resoluta;
a balança amarela;
a coroa amarela;
a espada, que aponta para cima;
a planta no chão.

Interpretação
Posição correta: equilíbrio, regularidade, honra, harmonia, estabilidade, ordem, conservação, razão, lei, virtude, integridade.
Posição invertida: complicação, fanatismo, timidez, intolerância, abuso, desordem, injustiça.
Sentido esotérico: nosso eu tentando deliberar sobre a ação a ser tomada.

IX - O Eremita

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


O ser humano ligado ao passado, à procura de algo intangível, desligando-se de toda atividade normal. O homem que já atingiu o conhecimento e tenta iluminar os de seu tempo. O peso do saber, que não encontra aplicação prática no mundo utilitarista. Indica também a necessidade de uma mudança ou abertura na vida, bem como de uma busca efetiva de autoconhedimento. Apenas o rosto, a lanterna e o bastão sobressaem das vestes.

Detalhes importantes:
o capuz caído, deixando descoberta a cabeça;
a direção da figura;
a lanterna, elevada, na mão direita;
o bastão, na mão esquerda, apoiando-se no chão;
as cores da lanterna;
a figura recurvada, de idade avançada;
a expressão do Eremita;
a cor amarela por dentro do manto.

Interpretação
Posição correta: silêncio, "morte" social, meditação, retirada da vida, prudência, sabedoria, espírito de sacrifício.
Posição invertida: avareza, falta de sinceridade, misantropia, procura de proteção, atos imprudentes, imaturidade.
Sentido esotérico: preocupações com o passado podem atrasar o desenvolvimento espiritual do homem; exageros à parte, representam as bases desse mesmo desenvolvimento.

X - A Roda da Fortuna

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


O mundo da ilusão e da mudança. ascensão e queda, com sua força controladora: a ausência, o desequilíbrio, o destino como dominador. A figura animalesca no alto, coroada e alada, representa o homem que conseguiu "sucesso". Significa também a ilusória vitória sobre a existência. Os dois outros animais presos à roda expressam os altos e baixos que a vida nos impõe, bem como a luta dos espíritos malignos para se apossarem do ser incauto. O medo do espiritual, da união do homem com os Deuses ou com Deus.

Detalhes importantes:
as cruzes invertidas nos pés da roda (bases espirituais);
não se vê o outro lado do eixo da roda, bem como a coluna direita que o apóia;
os raios da roda, em número de seis;
o ser que sobre, amarelo (espiritual, embora animalesco);
o ser que desce, cor de carne, simiesco (o homem em sua condição animal);
as expressões dos três animais.

Interpretação
Posição correta: período de instabilidade, falsidade, mudanças, ilusão.
Posição invertida: não tem significado nessa posição.
Sentido esotérico: o círculo representam a necessidade das forças malignas se apossarem do ser humano a fim de, neste, se auto-purificarem. Os raios da roda significam a tentativa das forças negativas de tornar o homem cada vez mais animalizado e materialista, com a consequente perda da sua liberdade. Indica que essas forças maléficas agem no sentido de igualar o homem a elas próprias.

XI - A Força

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Representa a atuação de uma força superior (no caso, a vontade do ser humano) sobre a força bruta, os instintos, a parte animal do ser humano. O chapéu da figura humana forma a lemniscata e seus ombros um semi-círculo. Os braços cruzados submetem um leão amarelo. Domínio do espírito por uma força superior.

Detalhes importantes:
a lemniscata (infinito) sobre a cabeça, no chapéu;
as cores em equilíbrio na parte superior da figura;
a figura humana parece dominar o leão com facilidade;
a direção do olhar;
o pé da figura em direção ao futuro;
o leão não tenta fugir.

Interpretação
Posição correta: algo deve sofrer uma transmutação. Utilização racional da força, reconhecimento de suas vantagens e desvantagens. Uso da força pela negação de seu emprego.
Posição invertida: domínio pelas coisas materiais, com inversão da ordem de valores.
Sentido esotérico: completa o sentido da carta anterior, mostrando a luta entre o bem e o mal das forças espirituais contra a matéria.

XII - O Enforcado

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Desconhecimento completo do caos interior ou exterior que cerca a existência do ser humano, que se esforça em não mudar de postura. A futilidade dos esforços por se manter uma determinada posição, pois não existe razão para isso.

As pernas cruzadas denotam predominância do mundo material sobre o espiritual. O restante do corpo forma o triângulo descendente, invertido, indicando algo não-natural. O quadrado (mundo material) envolve a figura inteiramente.

Detalhes importantes:
os pés não estão amarrados (a situação não é incorrigível);
a cor vermelha dos membros inferiores;
o olhar da figura;
as plantas;
os ramos cortados dos troncos.

Interpretação
Posição correta: crise interna que pede a imediata resolução, passividade.
Posição invertida: tentativa de solucionar o problema de autocorreção.
Significado esotérico: o homem primeiro deve "morrer" para a matéria a fim de poder ingressar no mundo espiritual

XIII - A Morte

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Uma transformação inevitável ou mesmo um rejuvenescimento. É o planeta Saturno, cujo símbolo se forma pela cruz dos braços e pela foice.

Detalhes importantes:
parte do esqueleto se encontra envolvida por carnes;
a foice é vermelha e o cabo amarelo;
o pé esquerdo atravessado pela foice;
a direção da figura;
as cabeças no chão - o Sol e a Lua;
a vegetação;
a cor do chão;
a lemniscata disfarçada formada pelos braços e pela foice.

Interpretação
Posição correta: transformação, morte inevitável, influência de Saturno.
Posição invertida: passa à influência de Júpiter, Sol e Lua; fertilidade, desenvolvimento.
Significado esotérico: é chegada a hora de uma transformação de fato, no sentido de uma regeneração espiritual, após o reconhecimento da futilidade da realidade, é a "morte" material.

XIV - A Temperança

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Mudança, alteração, no sentido de que deve ocorrer uma ativa transformação de forças. Uma figura angelical segura dois recipientes, transferindo água de um para o outro.

Detalhes importantes:
a figura é feminina;
seu olhar se dirige para o passado;
as cores estão em equilíbrio;
o fluxo da água - de três, passa para dois;
as cores dos vasos;
não há desperdício de água;
a disposição das cores sugere o ying/yang chinês;
as plantas;

Interpretação
Posição correta: união de opostos, disciplina, autocontrole, viagem bem-sucedida, sociabilidade
Posição invertida: falta de personalidade, falta de controle, corrupção geral.
Sentido esotérico: união de opostos ou, ainda, as voltas da Roda da Fortuna.

XV - O Diabo

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


O ser humano dominado por suas paixões, vícios, emoções, do que somente se salvará se tiver a necessária firmeza para provocar conscientemente uma mudança. O corpo do diabo, até seu pênis, forma um triângulo negativo, descendente, apontando para a base quadrada (matéria).

Detalhes importantes:
as asas formam um semicírculo (desejo de voar, de ser puro);
as cordas que prendem os dois cativos (emoções);
o cinto do diabo (fixação ativa no sexo);
as asas e membros azuis (passividade, preguiça);
a expressão dos dois cativos (contentes ou indiferentes à situação em que se encontram);
a espada quebrada na mão esquerda.

Interpretação
Posição correta: período de estagnação, frustração total, sensação de barreira intransponível;
Posição invertida: não tem significado nessa posição;
Sentido esotérico: todas as más intenções, crimes, meias-verdades, mentiras e frustrações do mundo material aguardam a sua regeneração ou transformação por meio do sacrifício ou sofrimento.
Observação: O conjunto formado pelas três últimas cartas completa o significado do ciclo anterior, de cinco cartas, ao fornecer os elementos que deverão ser usados ou combatidos para se obter uma evolução interna. Agora, passa-se à situação exterior, ou seja, aquilo que depende de fatores externos.

XVI - A Casa de Deus

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Falta de capacidade do homem em responder de forma eficiente a uma determinada situação externa; isso o afeta de tal maneira que ele despedaça sua própria condição interna ou os outros.
A torre é destroçada e dois personagens dela são arrojados. A torre tem forma triangular, mas seu teto é circular. Um raio arranca seu telhado, significando a impossibilidade de ajustar-se um quadrado a um círculo, ou seja, a união de coisas naturalmente separadas.

Detalhes importantes:
a torre quadrangular, o teto redondo com ameias amarelas;
o raio do céu;
as figuras em queda;
as pedras vermelhas, azuis e brancas, descendo do céu;
o chão amarelo e as plantas.

Interpretação
Posição correta: catástrofes, excessos, desastre, perseguição de ideias genéricas, influências belicosas.
Posição invertida: doenças, falta de rumo, punição injusta, perda da liberdade, ausência de definição.
Significado esotérico: desastre espiritual que afetará o consulente por meio de ação não-condizente com as necessidades do momento ou da situação.

XVII - A Estrela

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Inspiração, criatividade, oportunidades, o espírito da humanidade visto sob o aspecto criativo. Quatro elementos estão visíveis e um invisível: fogo(a estrela), ar(o pássaro), água(saindo dos jarros) e terra (onde está a figura). Todos eles encontram-se em seus devidos lugares, interagindo, formando o quinto elemento, espiritual, que dá vida a todos os outros.

Detalhes importantes:
os braços e os cabelos da mulher, mais a água que sai do jarro formam o símbolo ying/yang, ou serpente da vida;
a árvore da vida, com o pássaro, totalmente desenvolvida;
parte da água cai na água e parte no chão, representando os atos e ideias perdidos e os atos e ideias férteis.

Interpretação
Posição correta: inspiração, criatividade, contato com alguma pessoa que inspirará o consulente.
Posição invertida: má sorte, doença mental, emoções desenfreadas, malconduzidas.
Sentido esotérico: o ser humano é o ponto central das lutas dos elementos e somente poderá equilibrar-se e realizar-se quando estabelecer equilíbrio entre eles. Essa lâmina representa também a influência dos elementos e astros em nossa vida material, mental e espiritual.

XVII - A Lua

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Uma alegoria da condição humana sobre a Terra. A carta apresenta a Lua "sugando" a energia terrestre. Os dois animais, representando as emoções, uivam para ela. A lagosta na lagoa de águas paradas é Câncer.

Detalhes importantes:
a expressão do rosto;
os dois castelos ao fundo são amarelos, bem como o chão;
a direção das gotas;
o predomínio do azul;
a lagoa de águas paradas(estagnação);
as plantas;

Interpretação
Posição correta: aviso de algo ruim, excesso de imaginação, influências perniciosas, exposição a perigos, drogas, alcoolismo, instabilidade. Relaciona-se ainda com os estados do sono.
Posição invertida: decepção, falsas opiniões, fraude, pequenos prejuízos.
Sentido esotérico: as condições da alma quando sob o domínio da matéria.

XIX - O Sol

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Alegoria do processo de crescimento, o oposto da carta anterior. Reciprocidade, alegrias repartidas, frutos do trabalho a dois. O Sol derrama sua energia para todos os lados. As duas crianças (gêmeas) estão em atitude amistosa, portanto solidárias.

Detalhes importantes:
os raios do Sol;
a direção das gotas;
o muro (isolamento, proteção);
o predomínio do amarelo.

Interpretação
Posição correta: presságio favorável, grande sucesso, facilidade e clareza de expressão, boas relações, amizade leal, contentamento no amor.
Posição invertida: falhas, perda de valores, mal-entendidos.
Significado esotérico: grande criatividade e felicidade, o paraíso, altruísmo, libertação.

XX - O Julgamento

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Renascimento a partir de uma reavaliação de valores e de atividades. O anjo toca sua trombeta do céu para a terra, é o processo de ativação da matéria. O grupo de figuras forma o ponto focal de energia ativadora, ou seja, representa a própria matéria.

O anjo segura ainda a cruz (matéria) na mão esquerda, ao mesmo tempo que procura "acordar" os que ainda não iniciaram o desenvolvimento espiritual. As três figuras são a mãe (Lua), o pai (Sol) e o filho, este de costas, representando a humanidade que ainda não se definiu. As duas figuras de frente representam conselheiros e guias já redimidos, que procuram ajudar os que ainda se encontram nos "túmulos".

Detalhes importantes:
a nudez das figuras;
a aridez da paisagem ao fundo;
as figuras no plano terrestre (em número de três).

Interpretação
Posição correta: regeneração, sucesso frente a uma dificuldade, decisão legal favorável, proteção.
Posição invertida: falta de ajuda, divórcio, falha num empreendimento, indecisão, rompimento de laços bem-estabelecidos.
Sentido esotérico: sucesso nas relações ou empreendimentos criativos, se conseguir vencer a letargia.

XXI - O Mundo

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Uma reunião e síntese das cartas anteriores. A matéria dominada pelo espírito(círculo). Este por sua vez, apresenta-se em equilíbrio entre atividade e passividade, rodeado pelos quatro elementos: o anjo (ar), a águia(água), o leão(o fogo) e o touro (terra).

Detalhes importantes:
as cores da guirlanda;
o bastão da mulher;
as pernas, que representam o inverso do enforcado;
o olhar da figura;

Interpretação
Posição correta: sucesso, segurança, realização, conclusão, recompensa.
Posição invertida: obstáculo a ser superado, ligação às coisas terrenas.
Sentido esotérico: equilíbrio e organização entre espírito e matéria.

XX - O Louco - ou o Zero (0)

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


A condição de ser humano sobre a Terra. Um homem com um chapéu de bobo, sacola nas costas, roupa extravagante e rasgada, caminha despreocupado, sendo perseguido por um cão.

Detalhes importantes:
a direção da figura;
a cor da roupa - conflito de emoções;
as plantas no chão;
a sacola nos ombros - leva o potencial para se tornar o Mago ou chegar ao Mundo;
a expressão inconsequente da figura;
o bastão seguro sem convicção e mal tocando o chão;
o chapéu amarelo;
o bastão - cetro, espada ou o quê?
o cão - emoção, desejos, situações.

Interpretação
Posição correta: passividade, início de um processo, possibilidade, novos horizontes se abrindo, entusiasmo juvenil.
Posição invertida: impulso cego, falta de direção, inconsequência.
Sentido esotérico: aconselha-se o consulente a olhar e avaliar o que possui e a tentar determinar um novo caminho.


O Arcanos Menores

As cartas do jogo dito Menor correspondem às 56 restantes do Tarô quando deles são retiradas as 22 cartas dos Arcanos Maiores. Esse conjunto assume um caráter periférico em relação àquele, e seria sua função esclarecer, explicar, acrescentar detalhes, minúcias. Em suma, focalizar melhor as ideias genéricas colocadas pelas cartas dos Arcanos Maiores. É portanto, nas leituras de consultas mais complexas - envolvendo situações que arrolam um número maior de pessoas e situações variáveis, grupos sociais diferentes e relações mais complicadas, enfim, quando se necessita de maior refinamento e sensibilidade na resposta - que os Arcanos Menores mostram utilidade.
Os significados dos Arcanos Menores, ao contrário dos Maiores, são fixos e ligados à sua natureza intrínseca. Também aqui temos três grandes níveis de significado: material (ou literal), mental e espiritual. No nível material, podemos utilizar os elementos discutidos mais adiante, enquanto que, nos níveis mental e espiritual, faz-se necessário um trabalho mais elaborado, individual, carta a carta, para se chegar a seus componentes mais profundos. Para o primeiro caso, podemos destacar alguns elementos fixos:
paus e copas - vermelhos e amarelos;
espadas e ouros - negros, amarelos ou azuis.

Essas cores podem ser interpretadas à semelhança dos Arcanos Maiores:
Vermelho: Atividade, vidência
Azul: Passividade, feminilidade
Amarelo: Intelectualidade, inteligência, sociabilidade
Verde: Putrefação, renascimento, reação, potencialidade
Negro: Ausência, parada temporária, processo oculto, ainda não revelado.

Os significados das cores devem merecer especial atenção do estudioso, pois representam estágios, etapas, degraus do desenvolvimento humano. Em outras palavras, cada cor é representativa do nível de consciência do indivíduo num determinado momento. Daí as cores mais básicas representarem, respectivamente, o homem "normal", com seu intelecto, suas emoções e seu veículo físico.

A cor verde representaria, então os momentos de crise interior, crises essas geradoras de etapas de renovação. A cor negra, por sua vez, representaria um período de maturação e necessidade de paciência. Essas duas cores funcionariam como verdadeiros choques elétricos, espicaçando e estimulando o ser humano a despertar e a sair de sua condição mais baixa, procurando assim se elevar.

Os Naipes
A palavra "naipe" tem origem no árabe naib, que significa representante, mensageiro, alguém incumbido de uma determinada tarefa. Reconhecemos quatro naipes no tarô: paus, copas, espadas e ouros.

Numa primeira classificação, podemos agrupar os naipes dois a dois como detonadores de atividade, exteriorização(paus e espadas) e de passividade, repouso(copas e ouros). Temos aí, portanto, um outro aspecto do dualismo do ser humano, que oscila constantemente entre esses dois parâmetros: atividade e passividade.

Porém, a existência de dois símbolos para cada uma dessas características nos permite situar ambos os aspectos num contexto centralizado no ser humano: movimento interno(paus) contra movimento externo(espadas). Igualmente, há a receptividade para os externos(outros). Temos então:

Paus: Atividade exterior / Intelecto
Ouros: Passividade exterior
Espadas: Atividade externa
Copas: Passividade / Emoções internas

Saindo do contexto individual(isto é, do particular), podemos ampliar essa relação quádrupla, dando-lhe caráter geral e colocando-a numa visão coletiva: Filosofia, religião, ciência e arte.

Portanto, os significados atribuídos a cada um dos naipes dependem do enfoque dado à pergunta e, é claro, da resposta obtida. De um modo geral, entretanto, podemos fixar esses significados:
Paus: Intelectualidade, dominação, ideias, espiritualidade, criatividade, poder, reflexão, racionalismo e controle.
Copas: Sentimentalismo, paixões, amor, ensino, passividade, receptividade, sensibilidade, fragilidade, expectativa e rancor.
Espadas: Ação, violência, adversidade, antagonismo, luta, transformação, morte, ferimentos, acidentes, golpes de sorte, coincidências, ações intempestivas e ações não-planejadas.
Ouros: Materialismo, realização, riqueza como resultado, final de um processo ou esforço, avareza, ambição, egocentrismo, sensualidade e tendência ao jogo
.

Pode-se dizer então que cada naipe representa uma tendência, a qual, por sua vez, irá se desenvolver num conjunto de situações correlatas e que deverão ser levadas em conta na interpretação.

As Figuras
Em um sentido mais simples, as figuras dos naipes, em número de quatro (rei, rainha, cavaleiro, valete), representam as pessoas ligadas ao consulente.

Rei: O dominador, aquele que exerce o poder, que influencia o consulente. Pode ser o pai, marido, patrão, filho, governante, sacerdote, comandante, etc.
Rainha: É o elemento modificador, aquele que dá condições para que o poder do rei se expresse de forma não destrutiva ou tirânica. Representa igualmente as opções ou saídas às perguntas formuladas, estando expressa na figura da mãe, esposa, filha, amiga, amante, colega do sexo feminino, elementos femininos em geral.
Cavaleiro: É o atuante, o elemento que age. Representa as pessoas ou situações em ação, aquelas que geralmente provocam a necessidade da consulta. Pode ser um inimigo, o namorado, o amante, um credor, uma pessoa da família, etc. Facilmente identificável porque se representa como o motivo principal da pergunta.
Valete: Corresponde aos intermediários, às pessoas relacionadas de forma mais ou menos indireta com o problema, mas representando parte substancial da angústia, ansiedade do consulente. Geralmente pessoas da família, amigos próximos, tios, filhos, etc.

Os naipes, portanto, nos dão condições de delinear em maior detalhe certos elementos que interferem ou sofrem interferência segundo a leitura do Tarô. Sua interpretação em termos de relação de poder ou de pessoas dependerá da pergunta formulada e de alguns outros elementos, como os que seguem abaixo:

1ª situação: A figura dos naipes é precedida ou recebe influência de:

Um Arcano Maior: explica o Arcano Maior relativamente a pergunta formulada
Uma figura dos naipes: significa relação de poder ou  de autoridade, ação
Um número dos naipes: significa relação de parentesco

2ª situação: A figura dos naipes precedendo ou influenciado as seguintes cartas:

Um Arcano Maior: limita o significado do Arcano Maior, tornando a situação mais inevitável. Localiza a ação desse Arcano Maior sobre a situação de poder ou pessoa representada.
Uma figura de naipes: modifica o significado da carta seguinte, indicando responsabilidades, manipulações, pessoas envolvidas
Um número dos naipes: indica uma relação de tempo, sendo que o número representa a quantidade de tempo que a figura de naipe determina (em geral, rei representa anos; rainha, meses; cavaleiro, semanas; valete, dias).

Os Números
As cartas de números dos naipes vão de 1(ás) ao 10, totalizando 40 cartas, que juntamente com as 16 figuras dos naipes, somam 56. Esse conjunto deu origem às cartas de jogar, por isso algumas pessoas lerem a sorte com o baralho comum.

O Tarô de Marselha apresenta uma certa dificuldade, nos naipes, quanto à identificação das cartas de espadas e de paus. Isso em função da semelhança dos símbolos. Basta observar, porém, que os centros desses dois grupos de cartas apresentam cores distintas. Temos então: centro amarelo, paus; centros azul, espadas. Nas cartas de ouros e de copas não existe esse problema.


A sequência numérica de 1 a 10 apresentada nas cartas possibilita-nos atribuir-lhes significados. Vejamos: a numerologia nos fornece:

Um: unidade, ação, início da ação, homem, virilidade.
Dois: dualidade, passividade, receptividade, mulher, feminilidade
Três: ternário, perfeição, estabilidade, término de processo, possibilidade de sucesso.
Quatro: quaternário, materialismo, o plano material.

Aí temos então primeiro ciclo numerológico. O início como força ativa, geradora(1), atuando sobre a força passiva, receptiva(2), resultando em uma força neutralizadora, estabilizante(3), a qual se manifesta no plano físico como algo palpável, visível, material(4).
Assim, partindo desse conjunto de quatro elementos, podemos extrair os significados dos números dos Arcanos Menores, que são estes:
1 - inteligência, início de ação, atividade criadora
2 - dualidade, dificuldade, passividade, receptividade
3 - perfeição, fecundidade, possibilidade de sucesso, término de processo, estabilização temporária
4 - matéria, passividade em excesso, inércia, possibilidade de novo início, porém com resultado bem pouco satisfatório
5 - o homem fisicamente falando, isto é, sua constituição física, sua saúde, suas relações com os outros seres humanos, relações sociais, políticas e de poder.
6 - obstáculos ou dificuldades gerados a partir de ações internas(psíquicas, fisiológicas, metabólicas) ou externas (problemas causados por outrem, situações imprevistas, acidentes, enganos, sofrimentos)
7 - triunfo, encerramento coroado de sucesso
8 - tormento, sofrimento, sucesso parcial
9 - obrigação, sucesso com perigo de estagnação, exigindo mudança de rumos
10 - mudança, fim de um ciclo ou caminho, ponderação, estudo, avaliação


Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
2
Tarot / Tarot - O que é? ( outra explicação )
« Última mensagem por Ricardo em Março 13, 2018, 12:51:04 am »
Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra

Escrito por Constantino K. Riemma em Clube do Tarot
 
O Tarot ou Arcanos Maiores e Menores ou baralho ou cartas de jogar ou naipes e trunfos, consistem numa única e mesma coisa. Trata-se de um jogo de 78 cartas, que se difunde a partir da segunda metade do século XIV, na Europa cristã, com iconografia cristã.
Não dispomos de registos históricos que indiquem alguma escola ou corporação de ofício que tenha criado este conjunto ou feito adaptações de jogos tradicionais anteriores. Tudo indica que ganhou a forma que hoje conhecemos pelas mãos de artistas e artesões que tinham conhecimentos e habilidades adquiridas entre os edificadores dos palácios e igrejas no período pré-renascentista, bem como as suas pinturas, imagens e vitrais.

É importante lembrar, do ponto de vista histórico, que existe um exemplar de baralho com 52 cartas, anterior às versões que hoje conhecemos. Trata-se do baralho Mamlûk, utilizado pelos guerreiros mamelucos e que, evidentemente, viram as suas cartas copiadas pelos impressores europeus. Continua numa incógnita, até hoje, os autores dos 22 trunfos (arcanos maiores) agregados ao modelo do baralho mameluco.

Dada a sua origem anónima, isenta de instruções ou regras dogmáticas, este jogo de cartas deu origem a incontáveis fantasias e re-invenções mais ou menos arbitrárias. Desde o seu aparecimento que foi utilizado por nobres e plebeus, para jogos, passatempos e, ao que tudo indica, como instrumento de mancias.
O cenário imaginário que cerca o Tarot, profuso e contraditório, confunde o iniciante interessado em compreender a sua linguagem simbólica. Este jogo maravilhoso, portanto, representa um real desafio para o estudo.

Se dependêssemos, por exemplo, apenas dos dicionários para saber o significado do Tarot, teríamos informações muito pobres e distorcidas. É lacónico: "Tarot. Colecção de 78 cartas, maior do que as do baralho, de desenhos diversos, usadas sobretudo por cartomantes". Essa definição revela o desconhecimento de que "tarot" e "baralho" vêm da mesma fonte e, também, de que as 78 cartas não ficam apenas em mãos de cartomantes e são objecto de estudos simbólicos e aplicações terapêuticas, de elaborações de pintores e artistas gráficos.

Os dicionaristas esqueceram-se, ainda, de informar de que a parte do tarot, que constitui o baralho comum, é também utilizado por cartomantes e, igualmente, como fonte de lazer nos lares, nos clubes e casinos. São produzidos no mundo todo e movimentam milhões de dólares.
O dicionário Houaiss oferece um pouco mais: "Tarot. Conjunto de 78 cartas de baralho (também ditas lâminas) ilustradas por figuras simbólicas e usado para supostamente predizer o futuro e conhecer o que, no passado ou no presente, se encontra velado. O baralho é constituído de 22 arcanos maiores e 56 arcanos menores". Neste caso, os dicionaristas desconheciam que, na prática vigente até hoje, grande número de cartomantes utilizam o baralho comum e não as versões mais caras e variadas conhecidas como "tarot".

Para continuar nessa linha genérica de definição, podemos esclarecer que:
•   os 22 trunfos ou arcanos maiores são numerados de 1 a 21 e um deles, O Louco, não recebe número na maior parte dos baralhos;
•   as 56 lâminas, actualmente denominadas arcanos menores, constituem cartas de jogar do baralho comum e se subdividem em:
 –    quatro naipes ou séries: Paus, Ouros, Espadas e Copas – cada um deles com 10 cartas numeradas de 1 a 10, com desenhos que tornam os significados simbólicos mais abstratos que os dos “arcanos maiores”, num total de 40 cartas;
 –    quatro figuras: Rei, Rainha, Cavaleiro e Valete – mais parecidas com as dos “arcanos maiores”, também repetidas em quatro naipes, num total de 16 cartas. São também conhecidas como cartas da Corte.
 
Para acrescentar um simples comentário a essa descrição sumária do Tarot, podemos lembrar que os quatro naipes – Paus, Ouros, Espadas e Copas – correspondem aos quatro elementos tradicionais – Fogo, Terra, Ar e Água – representação simbólica das forças-qualidades constituitivas do Universo, que aparecem na Astrologia, na Alquimia, na Cabala, nos textos sagrados, como é o caso do Génesis, dos Evangelhos.
 
 
O Tarot pode, enfim, ser entendido como uma linguagem simbólica que traduz o Cosmos na sua constituição e eterna mudança, na sua estrutura e dinâmica. Ele aparece na Europa, num momento em que várias escolas esotéricas e corporações de artistas, procuravam transmitir conhecimentos, não por palavras, mas por imagens que convidavam à reflexão, à investigação, para serem correctamente assimiladas. É o caso, por exemplo, dos mestres e praticantes da Alquimia, que produziram livros de gravuras, sem mais comentários por escrito, conhecidos como Mutus Liber, ou seja, Livro Sem Palavras, livro mudo...

Os 22 arcanos maiores, entre outros significados possíveis, descreveriam as 21 etapas evolutivas que o Homem – representado pelo Louco – pode percorrer na sua vida. O número 21 (= 3 x 7) também resulta da combinação de duas leis fundamentais do Universo: a Lei de Três (“tudo, para existir, necessita de três forças”) e a Lei de Sete, ou Lei das Oitavas (“tudo se manifesta num processo de sete passos ou fases”).
Do mesmo modo que outros grandes sistemas simbólicos, o Tarot é apreciado como uma instigante fonte de inspiração e de aplicação em variadas situações e propósitos.
... e um sentido lúdico

Os registos históricos, datam a partir do século XIV, mencionando a utilização das cartas apenas como fonte de lazer, em jogos e passatempos. Essa função lúdica permanece viva até hoje, pois o que chamamos de jogos de baralho ou baralho comum, é exactamente o mesmo conjunto que os escritores modernos denominam de arcanos menores.
Para mantermos uma atitude aberta em relação ao Tarot é bom não esquecer que este conjunto simbólico sobreviveu até hoje e se difundiu, não em relação ao seu sentido mais profundo, mas pelo interesse que despertou como jogo de lazer ou de apostas a dinheiro e, também, como instrumento de cartomancia.

Tal como um verdadeiro Mutus Liber, o Tarot não veio acompanhado de normas ou dogmas, para ser utilizado obrigatoriamente deste ou daquele modo; todas as regras que hoje conhecemos foram inventadas posteriormente. Portanto, as normas e regras de utilização que lemos e ouvimos, as afirmações do que é certo ou errado, devem ser compreendidas de modo muito relativo e flexível. Os verdadeiros autores do Tarot, aqueles que sabiam do que se tratava, permaneceram anónimos e sem palavras. Ninguém, hoje em dia, pode se autorizar para falar em nome dos mestres originais.

O Tarot permanece um desafio em aberto. O que podemos fazer é associarmo-nos para tentar decifrar os símbolos e ensinamentos que se ocultam sob o conjunto das 78 cartas. E para fugir aos erros da subjectividade, nada melhor que trabalhar em grupo, partilhar, colocar à prova as nossas reflexões.
3
Um mapa astral é composto por 12 signos e 12 casas onde assentam os vários planetas (isto dito muito resumidamente).
Ninguém tem as casas(e os signos) todas ocupadas, sendo que algumas ficam sem planetas. As casas onde temos planetas e outros astros mostram onde vamos gastar mais energias, onde teremos de nos esforçar mais para nos desenvolvermos enquanto Ser. As casas ocupadas demonstram onde teremos os principais desafios e as principais alegrias. Por exemplo, não termos planetas na casa do casamento não significa que não vamos casar ou que vamos ficar solteiros para sempre, apenas significa que não vai ser uma área prioritária na nossa vida, que pode desenvolver-se sem grandes problemas, com naturalidade.


Casa I, Identidade
A primeira casa do mapa astral descreve as experiencias que contribuem para o autoconhecimento que são necessários para o desenvolvimento pessoal que é utilizado para o relacionamento pessoal e a forma como as pessoas se projectão para o mundo.
É esta a casa que simboliza auto estima e a nossa aparência física de modo a alterar a forma como as outras pessoas nos veem e o impacto inicial que causamos às outras pessoas.
De forma resumida pode dizer-se que esta casa identifica a individualidade do individuo e tudo aquilo que este pretende encontrar e conhecer na sua jornada da vida.
O signo que estiver nesta casa representará o signo do ascendente.

Casa II, Valores
A segunda casa representa todos os recursos sejam estes materiais ou emocionais que as pessoas valorizam assim como o seu amor-próprio e autoestima.
São estes valores que condicionam a forma como as pessoas enfrentam os desafios que vão surgindo ao longo da vida.
Os recursos emocionais transformam-se em valorização pessoal e autoestima, já os recursos materiais oferecem segurança. É nesta casa que os valores e a força de atração são definidos já que os planetas mostram a forma como as pessoas estão unidas e o grau de dependência e o sentido de posse e pertença.

Casa III, Percepção, Comunicação
A Casa III representa a forma como as pessoas interpretam toda a informação que lhes são transmitidas dentro da sua comunidade.
Entende-se assim por "Comunidade" todos os agentes que estão a volta de um individuo, sejam estes família, vizinhos, amigos, comunicações, noticias, etc. 
Esta casa rege todas as variáveis relacionadas com o pensamento racional e consciente dos indivisos, assim como a memória, o discurso, a educação pré-escolar e do ambiente, da escrita e da comunicação, etc. ou seja, tudo que esteja relacionado com a assimilação e aprendizagens de novos conhecimentos e ainda com o desenvolvimento intelectual das pessoas.
São os Planetas desta casa que descrevem a quantidade e a qualidade da energia mental e nervosa dos indivíduos.

Casa IV, Segurança, Familia
Toda a segurança e suporte emocional e de autoestima do subconsciente são representados pela IV Casa.
Todo este suporte é baseado nas experiencias vividas durante a infância, assim como a forma de agir e pensar é do individuo é determinada pela vivencia e experiencia transmitida pelos educadores.
A forma como as pessoas aceitam ou rejeitam os outros é determinada durante a infância e o crescimento do individuo. São essas experiencias emocionais que desenvolvem as capacidades de receber.
É através desta casa que se revelam as origens e o EU mais profundo do individuo, assim como todas as suas raízes e suportes emocionais transmitidos pelos seus educadores, sejam estes pais, mães, avos, etc.

Casa V, Criatividade, Auto-expressão, Prazer
A V Casa revela-nos as necessidades de amor e afectivas de cada individuo, assim como a forma e onde é possível libertar as energias e emoções.
Quanto mais emocionais as pessoas são, maior será a necessidade dos canais de expressão construtiva. Esta é a casa onde se encontras todos os aspetos relacionados com as formas de autoexpressão e dramatização da vida cotidiana, das brincadeiras e dos hobbies, dos casos amorosos, das brincadeiras e diversões que fazem parte de cada individuo.
Será este dinamismo que permite as pessoas brincarem com a sua criatividade de modo a alcançar os limites da individualidade que faz parte a criança interior que existe em cada pessoa.

Casa VI, Deveres, Emprego, Rotina diária
As características como a criatividade que fazem parte da V Casa, necessitam de ser planeadas e analisadas de forma disciplinada em função da VI Casa.
Nesse sentido, esta casa representa o nível mais alto do desenvolvimento auto pessoal. É esta autorregulação que determina a capacidade do individuo de se relacionar com os outros.
As características principais desta casa vão dos hábitos às rotinas diárias, da saúde à doença, do emprego ao laser. Esta casa é representada pelas coisas que possam interferir na saúde dos indivíduos assim como as atitudes que nos ajudam a manter saudáveis.
É possível perder de vista a verdadeira finalidade que nos torna pessoas úteis e as consequências dessa inutilidade poderão refletir-se no estado físico em forma de doença.

Casa VII, Cooperação, Relacionamentos, Casamento
Associada aos relacionamentos de todos os tipos, sejam estes relacionamentos de amizades, casamentos, contractos, profissionais, sociedades, ou até mesmo ações judiciais.
Em astrologia na primeira casa, os indivíduos expõem as suas energias ao mundo e é na sétima casa essas energias retornam, assim como o nível de interação que os indivíduos tem entre si e é nesta casa que as inimizades são declaradas.
A VII Casa traz o auto conhecimento adquirido pelos indivíduos através dos seus relacionamentos.

Casa VIII, Regeneração, Misticismo, Morte, Sexo
A Casa VIII simboliza todo o apoio que recebemos das pessoas que nos rodeiam, a fim de sacrificar os limites do ego com objetivo de atingir de uma certa libertação.
Esta casa está relacionada com a morte e o renascimento, lidando assim com as questões de misticismo. É na oitava casa que se regem todas a regras relacionadas com todo o crescimento, evolução e transformação pessoal.
Todas as questões relacionadas com relações pessoais, sexo, laços afetivos sejam estes ao nível da amizade ou do amor, reencarnação e corpo astral fazem parte das características desta casa. 
Pode-se dizer que é na Casa VIII que podemos compreender a faceta pessoal de um individuo e ainda compreender se a sua psique está ou não sob pressão, a fim deste poder trabalhar de forma mais cooperativa com outras pessoas para que haja uma transformação.

Casa IX, Aspiração, Crenças, Viagens, Estudos
Na Casa IX estão todos os assuntos relacionados com a “mente superior”, ou seja, é nesta casa que as pessoas tiram partido das experiencias vividas a fim de encontrar a verdade que ajuda a formar os ideais e a filosofia de vida de cada pessoa.
Nesta casa os indivíduos ganham consciência dos factos, com objectivo de lhes atribuir um significado a fim de compreender como é que as coisas estão interligadas. Aqui fica tudo o que sobra da purificação encontrada na Casa VIII para ligar a essência de cada individuo à verdade.
Alguns planetas que aparecem na Casa IX, podem ser vistos como uma indicação da forma como cada individuo pode ou não aceitar os limites convencionais.
Pode dizer-se que são características desta casa tudo o que está relacionado com a formação académica superior, a intuição, visões espirituais, religião, fé e viagens longas.

Casa X, Honra, Reconhecimento, Vida pública, Status
A décima casa representa a capacidade que os indivíduos têm de criar e manter a sua imagem social e aquilo que representamos para os outros.
Simboliza a autoridade e a orientação de cada individuo na sociedade baseada nos seus valores e crenças adquiridos através das pessoas nos guiaram ao longo da nossa vida.
É nesta casa que estão todas as pessoas que exercem algum poder sobre nós e que exercem alguma influencia na nossa honra e reputação. Alguns planetas que aparecem nesta casa, indicam as necessidade de reconhecimento que os indivíduos possuem.
A Casa X representa o status que de alguma forma esta relacionado com as ambições de promoção, a fama e os objectivos de chegar mais longe na vida.

Casa XI, Consciência Social, Comunidade, Amigos
A Casa XI representa os amigos e a vida social em grupo e que está relacionada com as situações em que o individuo é obrigado a mudar o seu comportamento em função das outras pessoas.
É nesta casa que encontramos uma identidade dentro de um grupo e ao contrário da Casa VII que presenta o individualismo (um-para-um), esta representa a vida em sociedade (“um-para-muitos”).
Os planetas existentes nesta casa demonstram o tipo de pessoas e energias que atraímos para nós. Muitos indicam que necessitamos dos nossos amigos para nos apoiar de modo a aceitar e nos sentirmos valorizados por aquilo que fazemos.

Casa XII, Subconsciente, Segredos, Instituições, Karma
A Casa XII, última casa astrológica representa as forças e fraquezas conhecidas ou desconhecidas e a união do lado espiritual e místico dos indivíduos.
Esta casa está relacionada com um lado “negro” do subconsciente, nomeadamente a tristeza e o sofrimento, as limitações e obstáculos e frustrações que vão aparecendo ao longo da vida.
Também está relacionada com locais de confinamento nomeadamente instituições psiquiátricas, hospitais e prisões, etc. Para que as dividas espirituais possam ser pagas é necessário o auto sacrifício e disponibilidade para que a pessoa se entregue de corpo e alma a causas superiores. 
Por vezes esta casa é denominada como a lixeira do horoscopo, por ser aqui que as pessoas escondem os seus desafios e dores para enfrentar as dificuldades que recusamos admitir.

fonte: Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
livro: a biblia da astrologia - Judy Hall
4
Tarot / Os baralhos de Ciro Marchetti
« Última mensagem por Ricardo em Março 13, 2018, 12:36:00 am »
Este senhor, criador a meu ver de alguns dos mais fantásticos baralhos de Tarot e outros oráculos, apresentou este vídeo sobre o seu trabalho no congresso da "Tarosophy association" em Outubro deste ano em Palm Beach, Califórnia.

Deliciem-se (ponham a musica). :)

5
Segunda a Numerologia a influência do dia do nascimento

Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


As pessoas Nascidas nos dias::
Nascidos no dia 01
O nascido no dia 01 é prático, individualista e idealista. Necessita ser independente e não gosta de receber ordens, trabalhando melhor por conta própria. Original e criativo, pode argumentar com sucesso até sobre assuntos que conhece superficialmente.
Muitas vezes o nativo deste dia é considerado frio, embora seja sensível e de sentimentos profundos. Auto-confiante e imperioso, possui propósitos definidos e ambiciona um progresso constante, principalmente em atividades que exijam capacidade de iniciativa e liderança.
Suas frustrações podem causar males em sua saúde, alterando o seu metabolismo, influindo no sistema nervoso e na pressão arterial.
Sua maior manifestação é o desígnio do querer e sente-se muito infeliz quando relegado a uma posição secundária, ficando exasperado com as pessoas que considera inferiores e com aqueles que não compreendem o seu modo de ver. Exige respeito naquilo que faz.
Para vencer necessita reflexão, ponderação, tenacidade e persistência. Que o amor e a paz estejam sempre presentes.
Nascidos no Dia 02
Quem nasce sob a vibração do dia 02 é um pacificador e excelente árbitro. Possui delicadeza natural, diplomacia e tato, além de conseguir reconciliação e harmonia. Tem instinto doméstico desenvolvido e um desejo natural de paz e felicidade.
Solteiro, costuma envolver-se em problemas românticos, que, geralmente, trazem complicações. O casamento lhe é benéfico, pois aceita a opinião do cônjuge como mais uma forma de ver as coisas.
Inquieto e nervoso, precisa estar sempre fazendo alguma coisa. Não suporta o ócio e nem a solidão. Afetuoso e sentimental, natureza profundamente amorosa, deseja e precisa de afeto. Compreende os sentimentos de outra pessoa e é incapaz de ferir alguém intencionalmente. Sensível e emotivo, sofre demasiado com a incompreensão ou a indiferença de alguém que lhe seja importante.
Gostando de música e tendo senso de ritmo, possui considerável talento para a arte, tocando, cantando ou dançando, bem como escrevendo ou fazendo poesias.
Expressa seus afetos no campo específico do sentir, sendo a imaginação, a brandura de modos e o espírito de conciliação os meios que usa para essa expressão.
Pode se sujeitar a uma situação passiva, num segundo plano, sem se mostrar revoltado, porém, intimamente, planeja todos os passos para triunfar, quer no amor, quer em interesses materiais.
É bastante estimado por todos e deve lutar para vencer suas tendências periódicas para a depressão.
É muito hábil no trato com o público. Gosta de conhecer novos lugares, analisar e explorar as coisas complicadas e enigmáticas. Trabalha melhor em grupo, em cooperação.Tem inclinação para subestimar suas capacidades, correndo o risco de se fazer capacho dos outros ou de esconder seu sentimento de inferioridade sob uma atitude arrogante ou prepotente. Uma vez que se sinta seguro de sua capacidade, mostrar-se-á como é: gentil, dócil, compreensivo e delicado.
Terá sucesso em serviço cívico, público, diplomacia, política, como analista, psicólogo, professor, pesquisador, bibliotecário, árbitro ou em atividades artísticas.
Pela frustração dos afetos ou não realização de planos pode sofrer perturbações do sistema nervoso refletindo no aparelho digestivo, disritmia e reações alérgicas.
Nascidos no Dia 03
Quem nasce neste dia é idealista, liberal, naturalmente bem humorada. Gosta de popularidade e aproveita todas as oportunidades. Justa, honesta, prestativa e ambiciosa, luta para conquistar altas posições. É responsável e muito dedicada à família, embora sempre encontre uma maneira de cumprir suas obrigações de um modo cômodo e fácil, com muita eficiência.
Nos momentos de cólera é impetuosa e violenta. Intelectual, artística e criativa, muito sociável, gosta de estar com pessoas ao seu redor e ter muitos amigos. Geralmente é o centro das atenções, pois tem o dom de entreter e alegrar qualquer ambiente, sem causar contrariedades ou provocar críticas.
Seu lado negativo tende a ser mimada despertando carinho e piedade como se fora uma vítima. Deve evitar tal comportamento para não afastar as pessoas realmente queridas. A sua plena realização é conseguida pelo cultivo da auto-expressão, em qualquer arte: oratória, escrita, pintura ou teatro. A frustrações de afetos ou qualquer tipo de repressão podem trazer-lhe afecções do sistema nervoso e pele, inclusive, alterando o equilíbrio do seu metabolismo. Porém tem capacidade de recuperar-se de qualquer doença.
Amor e Sexo
Você é sexualmente agressiva, versátil na arte de fazer amor e ardente em seus relacionamentos. O sexo é importante para você, que gosta de realizá-lo com freqüência. Devido à sua tendência para instabilidade, talvez lhe seja difícil acomodar-se com uma só pessoa. Caso tenha firmado algum compromisso, cuide para que seus flertes não sejam mal interpretados. Você atrai pessoas do tipo calmo, sério e possessivo, que sente necessidade de constante reafirmação. Para você é importante o ambiente físico no qual fará amor. Lençóis recém trocados, música e luz de velas são fundamentais para uma noite perfeita. Você pode ser muito romântica, quando quer. Seu charme, magnetismo sexual e palavras doces podem realizar maravilhas.
Nascidos no Dia 04
Primeiro analisaremos o dia do seu nascimento que é 4. Quem nasce neste dia, sendo uma pessoa de atividade constante, persistente nos esforços, regularidade, método e ordem, será a expressão da solidez e perícia. Adapta-se ao trabalho regular e contínuo, sendo capaz de grandes esforços para a execução de seus projetos e é mais feliz nos trabalhos que exigem esforço regular e método.
Demonstra instintiva vocação para assuntos científicos e trabalhos mecânicos. Pela sua natureza independente, despreza o convencional e o tradicional, dificultando, por essa causa, muitas vezes, seu sucesso na vida. Tem inclinação material e pertence ao mundo dos negócios. É sistemática, bondosa, econômica e honesta. Embora seja de natureza amorosa, disciplina-se a ponto de não demonstrar qualquer afeição. No casamento é companheira dedicada e amante ardorosa. Tem muito respeito pelo sexo oposto.
Sendo prática, deve lançar bons alicerces para a sua vida. É trabalhadora infatigável, boa nos pormenores. Arrasta-se e arrasta os outros para terminar rapidamente o que iniciou.
Tem tendência negativa para a obstinação e o apego à sua maneira de ser. Muitas vezes falta-lhe tato, devido a tendência de ser rudemente verdadeira. Mostra-se bastante excêntrica e, às vezes, difícil de compreender. Adora a polêmica e, não raro, prolonga-as como diversão íntima. Desenvolvendo o seu lado negativo é pessimista, amarga, questionadora, implicante, inimistas e anti-social.
Não gosta de modificações ou mudanças, mas adora viajar. Dedicada ao trabalho, sem esmorecimento, deve aprender a divertir-se
de vez em quando como terapia restauradora.
É extremamente leal aos amigos e muito responsável no lar e no trabalho. Ofende-se com facilidade, mas é razoável. A educação e a instrução são de grande importância, porém deve aprender, principalmente, o que tenha utilidade real na vida prática. Sendo persistente, calma, sem pressa, atingirá o mais alto ponto de suas aspirações.
Amor e Sexo
Sexualmente você não é agressiva nem passiva. Você é equilibrada e se satisfaz com as carícias preliminares convencionais e com o sexo sem maiores sofisticações. Embora o aspecto físico de seu relacionamento signifique muito para você, não é suficiente para manter um romance se não houver muito mais além disso. O lado prático e a conveniência são importantes.
É provável que você venha a escolher uma pessoa que seja “geograficamente acessível” e tenha origem e antecedentes mais ou mesmo semelhantes aos seus e seja bem aceito pela sua família. Evite cair na rotina. Um pouco de versatilidade e experimentação na cama pode proporcionar alguma excitação adicional a você e à pessoa que você ama.
Nascidos no Dia 05
Você é dotado de notáveis poderes psíquicos e deve seguir seus pressentimentos.
Possui fértil imaginação, é intelectual, versátil, está interessado em tudo e quer tudo saber e conhecer.
Atrai e é atraído pelo sexo oposto devendo aprender a lidar com o mesmo, receber bem as experiências e modificações, cultivando um tipo superior de relacionamento e amizade. Deve casar-se jovem para se estabilizar, mas pode ser um cônjuge difícil, por não gostar de se sentir preso e disciplinado. É aconselhável escolher, no casamento, pessoa que goste de viajar e aprecie uma vida ativa.
Está sujeito a sentimentos de culpa, por se sentir atraído por várias pessoas ao mesmo tempo. Deve saber distinguir a amizade do afeto e do que realmente deseja, sem confundir um sentimento com outro. Pode parecer, ou mesmo ser, inconstante e volúvel, porém, é importante que se mantenha fiel a si mesmo e aos seus princípios.
Não gosta de ficar parado e descobre sempre formas exóticas de ganhar dinheiro ou de se realizar e não tem medo de correr riscos. Aprecia a vida social e facilmente adquire amigos, porém, quando bem lhe parece, abandona-os e procura outros ambientes.
Mostra tendência à teimosia. Não descansa enquanto não consegue o que quer. A liderança lhe é muito importante e é capaz de exercê-la com segurança e tranqüilidade. Tem uma inteligência privilegiada, o que o leva ter múltiplos conhecimentos e aptidões.
Seu grande defeito é o impulso de mudanças e o tentar coisas novas, sendo impaciente em aguardar os resultados dos seus atos.
Deve se dedicar a negócios ou empresas que se transformem ou se renovem a cada 5 anos, sob risco de seus rendimentos irem diminuindo.
As frustrações e sérias contrariedades, se não assumir o controle de seus sentimentos, podem ocasionar prostração nervosa, insônia e até mesmo paralisia psicológica.
Nascidos No dia 06
O dia 6 é o número da incansável busca do amor, portanto deve ser, antes de tudo, amoroso, ardente e apaixonado. É prestativo, eficiente, cordial e aprecia a ordem e o método. Deve se dedicar a qualquer atividade relacionada com a educação, o lar e a família, pela sua tendência a assumir responsabilidades e estar sempre disposto a servir os outros e a dar conselhos livremente.
Inclina-se à teimosia, a ser dominador, exigente, pouco razoável, com a idéia que o faz pelo bem da pessoa. Normalmente quer fazer o que bem entende, impondo os seus ideais e idéias aos outros.
Ama a vida e as pessoas. Vida sem amor não tem significado algum. É um eterno sonhador e está sempre procurando emoções. Inclina-se a idealizar as pessoas e, quando se decepciona, perde muito tempo tentando transformá-las na imagem que delas criou.
Possui personalidade magnética que o torna de irresistível atração para as pessoas em geral. O sexo lhe é muito importante, porém a felicidade é a sua meta principal. Gosta de vida social, adora receber visitas e conquista simpatias à primeira vista.
Quando resolve conseguir algo, acaba conseguindo de uma maneira ou de outra. Se o seu alvo envolve sentimentos, com raras exceções, vai direto a ele sem se importar com o que quer que esteja em seu caminho. Daí o fato de poder ter mais de uma união ou ligação amorosa e, muitas vezes, ser envolvido em amizades ou casos comprometedores sem nem mesmo saber como e por quê.
É extraordinariamente sensível e vulnerável, sofrendo de modo dramático pela repressão de afetos ou frustrações e fracassos, a ponto de alterar sua vida e também sua saúde, arruinando-se se não encontrar forças para reagir.
Nascidos no Dia 07
Quem nasce sob a vibração deste dia, possui latente a virtude da inspiração. Dispõe de grande espírito de concentração e integridade. Em suas atividades convém trabalhar em ocupações independentes, com plena liberdade de iniciativa, de preferência em coisas que se refiram à parte moral.
É perfeccionista e individualista. Possui perspicácia, poder de raciocínio e grande habilidade mental. Deve especializar-se em alguma linha científica, pois tem a mente argumentadora, capaz de profunda análise mental. Muito intuitivo, psíquico e sensível, é aconselhável que procure sempre seguir seus pressentimentos e intuição. Luta contra a insegurança e a indecisão nos seus atos, e contra perder um tempo precioso medindo os prós e contras e correndo o risco de tudo perder antes de se resolver.
É melhor que trabalhe sozinho, já que não lhe agrada receber ordens e tende a inclinar-se a ser auto-centralizado e teimoso.
Deve evitar o jogo e a especulação, bem como as sociedades ou negócios na base da porcentagem.
É aconselhável casar-se tarde, e, antes de o fazer, refletir bastante, pois não suportará um fracasso sentimental e dificilmente se adaptará a uma nova união. Extremamente dedicado à família, procure evitar de colocar os parentes acima de seu próprio bem, deixando que interfiram em sua vida, e, possivelmente atrapalhando a sua felicidade. Isto serve para os amigos que está sempre auxiliando e se deixando explorar por eles.
Tende a trabalhar demais, de modo que precisa de calma e repouso.
É muito sensível às bebidas, portanto deve evitá-las, principalmente quando estiver muito tenso ou triste.
Pela repressão dos afetos, frustrações de ideais ou fracasso nos planos, pode sofrer crises de depressão, desânimo e problemas de fígado e de estômago.
Nascidos no dia 08
Quem nasce sob a vibração deste dia é dotado de notável senso de equanimidade e justiça. Possui capacidade para grandes realizações por meio de um esforço contínuo, persistente e determinado. Pode alcançar êxito no comércio e nos negócios graças ao seu espírito de economia e sua habilidade.
Sendo progressista, criativo, e de capacidade executiva, pertence ao mundo dos negócios. Deseja poder e autoridade e considera o dinheiro o melhor meio de obtê-los. Vê os seus negócios em termos dos proveitos materiais que produzem e emprega sempre os resultados de seus esforços em novos empreendimentos. Gosta de causar boa impressão, tem facilidade em ganhar dinheiro e jamais conhecerá a necessidade se viver construtivamente. Possui poderoso espírito de iniciativa. Não tem medo de riscos e raramente pede conselhos, pois é perfeitamente capaz de cuidar de si mesmo. Estas mesmas qualidades, aliadas ao senso de equanimidade e justiça, poderão torná-lo um excelente juíz.
Deve refletir muito antes de se casar e escolher pessoa mais jovem a fim de movimentar a sua natureza taciturna. Sob uma aparência fria possui muito calor humano e é pessoa com quem todos podem sempre contar.
Seus defeitos: certa malícia, desconfiança, tendência à descrença e ao pessimismo e a dominar os outros. Freqüentemente está sujeito a impulsos de mau humor, sentindo-se solitário e incompreendido.
É aconselhável evitar bebidas alcóolicas, pois é capaz de parecer perfeitamente sóbrio, embora esteja a ponto de cair.
Os obstáculos que surgirem em sua vida, não o derrotarão, pois não se atira cegamente contra eles e, sim, estuda-os, analisa-os e sempre acaba por contorná-los.
Nascidos no dia 09
Quem nasce neste dia é dono de resoluções rápidas e certas, profundamente interessado por tudo e por todos, é muito ativo em seus pensamentos e atos, possuindo aptidões naturais para tudo o que exige energia e esforço. É capaz de realizar tudo o que quiser e impõe confiança e segurança aos outros. Pela facilidade que encontra em concretizar as suas ambições, inclina-se a protelar os seus atos. Não se preocupa em acumular dinheiro, pois tem facilidade em obtê-lo.
É dotado de genialidade, generosidade e um absoluto desapego aos bens materiais.
Independente, liberal e audacioso, combativo e corajoso, destemido diante do perigo, não receia a derrota, pois sabe que pode se levantar com energia redobrada.
Seu principal defeito é a falta de persistência.
O seu modo de proceder é ardente, apaixonado, agressivo diante dos obstáculos.
Mantém-se calmo e sereno diante de fatos e acontecimentos que o magoam, ferem e ofendem, e, repentinamente, às vezes, fora de hora explode em revolta incontrolável, podendo destruir num só ato, tudo o que levou anos para conseguir. Mas tais explosões costumam ser tão violentas como rápidas, sem deixar ressentimentos ou vestígios, pois um 9 não sabe odiar ou querer mal.
Possui espírito essencialmente filantropo, humanitário, artístico e intelectual, qualidade dramáticas e incrível presença de espírito. O amor e afeição lhe são de importância vital e só através desses sentimentos se deixa dominar, pois é independente e decidido e gosta de fazer as coisas sozinho sem esperar pelos outros. Ninguém, nem razão alguma, pode obrigá-lo a fazer o que não queira.
Dificilmente conseguirá uma vida tranqüila e feliz, já que tem facilidade em atrair para si a culpa de desentendimentos e discórdias, mesmo que não esteja presente na ocasião.
Em seu caminho há muitas viagens e modificações.
Poderá ter muitos desapontamentos, perdas ou separações daqueles que ama. O total desapego às retribuições é a solução para afastar o sofrimento.
Sua maior recompensa poderá vir se não levar uma vida pessoal e egocêntrica.
Nascidos no dia 10
Quem nasce neste dia traz o desígnio de querer. Quer ter independência de ação, quer progredir, quer pôr em prática suas iniciativas, ver aceitas as suas idéias e alcançar os seus ideais. Tem absoluta necessidade de trabalhar sozinho, estar à testa de um negócio ou ocupar cargo de chefia pois não gosta de receber ordens e nem se conforma com posições secundárias.
Quem nasce neste dia está fadado ao sucesso pois é um número de vibração de liderança, de projeção e de autoconfiança. Todavia deve ser espiritualmente muito desenvolvido para lutar pelos seus objetivos e necessita de apoio e incentivo.
Como adquire conhecimento e prestígio facilmente, desiste ante o primeiro obstáculo, desinteressando-se e entregando-se a atividades paliativas que não levam a nada.
Pode sentir solitário, porque talvez seja forçado a manter-se sobre os próprios pés e receber pouco auxílio dos outros, pois é amistoso, leal, prestativo pronto a auxiliar até os desconhecidos. Desdobra-se em esforços para não decepcionar os que confiam em você. Necessita que confiem no seu talento e capacidade e este é o último incentivo que o leva ao triunfo.
Normalmente só faz o que é bom para si mesmo e para os outros. É um idealista e está constantemente tentando melhorar o ambiente em que vive.
Dispondo de rara capacidade mental e grande coragem, desconhece o medo. É sonhador, visionário, ambicioso e impaciente.
Pode e deve interessar-se por várias atividades ao mesmo tempo. Dispõe de grande energia e precisa encontrar com o que se ocupar a fim de extravasá-la.
Dotado de personalidade cativante mas ciumento e possessivo com coisas, amigos, sócios e cônjuge.
Deve cultivar compreensão e amor ao próximo e aprender a conviver em sociedade como uma pessoa comum e modesta, dominando seu possível sentimento de superioridade ou a sua tendência ao isolamento.
A repressão dos ideais, frustrações ou fracassos podem lhe trazer perturbações ao coração, à circulação, deficiências na vista e ouvido.
Nascidos no dia 11
Os aniversariantes do dia 11 são extremamente idealistas e governados pela inspiração. São determminados, vibrantes, difíceis, magnéticos e fortes.
Em geral têm a cabeça cheia de projetos grandiosos, mas muitas vezes a tendência à fantasia impede que coloquem em prática idéias mais simples. Eles devem se esforçar para desenvolver a capacidade de realizar as coisas, a fim de que possam fazer uso de sua inspiração de maneira proveitosa. Deve, portanto, evitar fazer-se um sonhador em lugar de um realizador, pois muitas vezes tende a vacilar em seus desejos e não se mostrar prático.
As carreiras ligadas às ciências sociais exercem grande atração sobre essas pessoas.
Esse tipo se mostra geralmente muito racional, sem saber que possui dentro de si uma poderosa intuição. Esta, se bem dirigida, pode levá-lo a vislumbrar inúmeras oportunidades de sucesso na vida. Assim, tem que ter cuidado para que seu intelecto não faça sombra à sua intuição.
As pessoas nascidas no dia 11 aparentam com freqüência uma calma que nada pode abalar. Mas interiormente são bastante agitadas, com suas emoções em constante ebulição. Nos relacionamentos afetivos, podem chegar a se mostrar passionais e mesmo ciumentas. Seus ideais de perfeição em geral fazem com que tentem impor a todo custo suas próprias crenças e valores morais às pessoas com as quais convivem.
Nascidos no dia 12
As pessoas que nasceram neste dia têm como principal qualidade a capacidade de se expressar de forma clara e harmoniosa. Elas em geral são atraídas para as atividades que envolvam algum tipo de comunicação, falada ou escrita. Sua incrível habilidade de argumentar e convencer faz delas excelentes profissionais de vendas. A criativedade e a originalidade também são aguçadas neste tipo, o que o leva a se destacar em áreas como literatura, jornalismo e publicidade.
Impacientes, os aniversariantes deste dia não se contentam com planis. Gostam de passar imediatamente à prática para ver os resultados concretos das idéias que brotam de sua imaginação fértil. Eles precisam ter a mente constantemente ocupada, e se possível em diversas atividades simultâneas, as quais conseguem conciliar harmoniosamente, sem desperdiçar suas inesgotáveis energias.
Extremamente ambicioso, este tipo tem grande necessidade de ser bem sucedido em todas as áreas da vida e não aceita os eventuais fracassos que podem impedir a conquista de alguns de seus objetivos.
Nascidos no dia 13
O aniversariante do dia 13 tem os pés firmemente plantados na terra. Muitas vezes começa as coisas com o pé esquerdo e, não o compreendendo, as pessoas consideram-no áspero e ditatorial, pela sua dificuldade em expressar seus sentimentos.
Sendo uma pessoa ambiciosa e que trabalha duro, gosta de organizar e administrar os outros. Preocupa-se com os pormenores, com a ciência e a mecânica. Deve manifestar melhor os sentimentos, usar a imaginação e, se possível, cultivar um hobby como o entalhe em madeira ou a escultura.
Nascidos no dia 14
Você é versátil, de natureza dupla e de inteligência, ao mesmo tempo, lógica e imaginativa. Você pode construir ou destruir, tão poderosa é a força do número do seu nascimento. Você está sempre com um pé na terra e outro no céu, tendo,pois, condições de harmonizar as coisas práticas e espirituais.
Você gosta do que é novo e original, da mudança e da variedade. Isso poderá levá-lo a um excesso de experiências em vários campos, o que não será bom, pois, para vencer, precisará de estabilidade na profissão.
Nascidos no dia 15
Você é uma pessoa que gosta de cooperar, de dar, e é simpático. Gosta de ajudar e de assumir responsabilidades. Mas não deve permanecer num meio ambiente em que se sinta dominado, reprimido, porque isto afetará a sua saúde e bem estar. Você aprecia tudo o que é bom e belo na vida e necessita de um lar feliz, harmonioso, com um companheiro que lhe permita ser o que você realmente é.
Terá sucesso nos campos artísticos e profissional.
Nascidos no dia 16
O 16 é um número espiritual, levando as pessoas nascidas nesse dia a darem mais importância às coisas espirituais do que às terrenas. Contudo, sua inteligência prática e inventiva poderá torná-las bem sucedidas no mundo dos negócios. Contudo, para se sentir melhor, você que é deste número deverá desenvolver as aptidões literárias, artísticas e músicais, inatas em sua pessoa.
Você é um perfeccionista e pode se irritar, ficar deprimido e de mal-humor quando não consegue atingir a perfeição. Precisa de um lar onde se sinta independente e amado.
Nascidos no dia 17
Suas variações de humor e atitude são, em geral, bem acentuadas. Entretanto, a família e a pessoa amada são muito importantes para você, que é sensível e emocional, no que se refere à sua vida privada e aos seus negócios.
O número 17 é considerado um grande número de nascimento, no que concerne às finanças. Tome as grandes decisões e deixe as pequenas para os outros. Se você souber utilizar adequadamente suas qualidades nunca sentirá falta de dinheiro.
Nascidos no dia 18
Você é independente, eficiente, um líder nato. O mundo intelectual exerce sobre você grande fascínio e, nele, você sabe se expressar.
Sua personalidade apresenta um lado emocional e sensível, que o faz gostar da música mas você é muito contestador.
O melhor para você seria usar essa capacidade crítica, como ensaísta ou escritor. Você terá uma vida muito ativa e fará muitas viagens.
Nascidos no dia 19
Você é uma pessoa radical nas suas atitudes, sujeita a variações de humor que percorrem toda a escala numérica, de 1 a 9. Você vive a sua vida sempre à beira de um precipício, de forma profundamente emocional, mas tem imensos recursos e consegue sempre enfrentar as dificuldades.
Utilize a sua versatilidade e idéias originais e jamais sofrerá necessidade. Evite manter-se sempre no mesmo caminho e faça das mudanças uma constante na sua vida, para não sofrer decepções. Escolha com cuidado o seu companheiro, pois o seu número de nascimento indica que você poderá ter muitos problemas no casamento.
Nascidos no dia 20
Você é, acima de tudo, um tipo emocional. Precisa de amigos, de camaradagem, do conforto e apoio dado pelos outros. Você deseja se sentir seguro no lar e entre seus familiares e será bem sucedido nos assuntos domésticos, onde a sua capacidade de compreender e absorver os pormenores será um fator positivo.
Você tem talentos músicais ou artísticos que deverá desenvolver.
Evite ser dominado pelas emoções, pois, do contrário, granjeará reputação de volúvel. Cultivando o seu dom natural de simpatia e o trato paciente com os pormenores, você poderá ser bem sucedido.
Nascidos no dia 21
Para ser realmente feliz, você deve encontrar meios para se expressar na literatura e nas artes. Você é cauteloso e encantador mas, também, individualista e independente. Todavia, se você fizer várias coisas ao mesmo tempo, dispersará suas forças e energia.
Você gosta de estar cercado de coisas boas e belas e é um excelente anfitrião.
No campo emocional, é muito instável, sujeito a altos e baixos; o amor, para o bem e para o mal, é sempre um impacto na sua vida. Nesse terreno, em geral, você prefere receber a dar.
Você será bem sucedido no mundo literário. Aproveite os seus períodos de repouso para ler, ver os amigos e ter vida social mais intensa, coisas que só lhe farão bem.
Nascidos no dia 22
Você que nasceu sob a influência do 22, um número principal, conforme encarar as coisas, poderá sentir-se feliz ou infeliz: todavia, é difícil você chegar sozinho a uma conclusão.
Você gostaria de encontrar um mundo o melhor possível, permitindo-lhe manter o equilíbrio mental e os pés na terra. Mostre ao mundo o seu interesse pelas coisas públicas, já que as causas humanitárias e os movimentos de ajuda se adaptam às suas qualidades.
suas idéias levam-no a buscar horizontes mais amplos do que a média das pessoas, mas você precisará de coragem e decisão para manter os olhos nos seus ideais e os pés nesta beleza terra.
Se ainda não estiver preparado para isso, reduza a 4 o número de seu nascimento, e procure orientar-se por eles.
Nascidos no dia 23
Você é independente, auto-suficiente, orgulhoso e responsável. Quando está diante de um problema, tem raciocínio rápido e notável capacidade de análise que o leva a diagnosticar, com acerto, a doença no corpo político de uma organização.
Você terá mais sucesso com o sexo oposto do que com o seu próprio sexo; o mesmo acontecerá com as pessoas mais velhas, junto às quais você será bem sucedido do que junto às mais moças. Você se adapta facilmente às mudanças no seu meio e na sua vida.
Sendo muito versátil, pode aventurar-se no negócios, no mundo das diversões ou nas profissões médicas.
Nascidos no dia 24
Dotado de surpreendente energia, você precisa estar sempre em atividade, em constante movimento. O número 24 lhe dá condições de assumir responsabilidades, principalmente na família ou na comunidade, dois mundos em que você colocou ou se verdadeiro interesse.
Você tem os defeitos correspondentes a suas virtudes, pois também pode ficar ânsioso e preocupado com a possibilidade de não realizar o que lhe parece certo.
Chegar aos seus objetivos lhe custará, sem dúvida, um trabalho árduo, mas você os atingirá, possívelmente, no campo educacional.
Nascidos no dia 25
Você é intuitivo, cheio de inspiração. Seu hábito de ocultar pensamentos e sentimentos e torna frequentemente mal compreendido. O Sucesso é indispensável para que possa manter sua auto-estima. Estabelecendo para si mesmo padrões de perfeição, fica deprimido e mal-humorado quando não consegue alcançá-los. Nunca substime a si mesmo!
Essas influências poderão conduzi-lo a atividades criativas como as vendas. Contudo, você deverá desenvolver seu poder de concentração e evitar a melancolia e as variações de humor.
A cidade, com suas luzes, não é o melhor ambiente para você, que, para ser feliz, necessita da vida simples do campo.
Nascidos no dia 26
Você ama, acima de tudo, o lar e os filhos. Em sua vida, tudo o mais fica em segundo plano.
Entretanto, apesar disso, poderá ser muito bem sucedido no campo dos negócios, pois é um organizador nato e um excelente executivo. Você sempre se enche de entusiasmo ao começar qualquer coisa, mas nem sempre acha tão fácil terminá-las. Por isso, está precisando de mais persistência para dar continuidade aos seus empreendimentos.
O orgulho da posição e do status é muito forte em você. Assim, o casamento não é aconselhável, a não ser que tenha muito dinheiro ou condições de consegui-lo. Não viva a remoer o passado e não permita que suas emoções o atormentem.
Nascidos no dia 27
Você tem força, determinação e altos ideiais, de modo que é um líder natural. Disto você deverá se lembrar por toda sua vida e esforçar-se por liderar, ou trabalhar por conta própria, a posição de subalterno ou sociedade meio a meio não se adequando a você.
Na amizade e no casamento, você tem muito a dar em termos de companherismo e afeição. Seu “sexto sentido” é forte, e sua data de nascimento tende a atraí-lo para a mentafísica e a filosofia.
Seu principal problema é que quando as coisas começam a sair erradas, você poderá se permitir ataques de introversão e repugnância cega; controle estas tendências e seus relacionamentos irão bem. A atividade literária ou artística seria a melhor para você.
Nascidos no dia 28
Seu aniversário indica um caráter forte, e que prefere o anticonvencional dentro dos limites do convencional. É dominante, independente e ambicioso, e deveria trabalhar com alguma capacidade individual, se bem que dentro de algum grupo organizado.
É inclinado a sonhar, e então trabalhar por seus ideais. Tendo-os atingido, tenderá, por vezes, a perder o interesse.
A liberdade é muito importante para você, mas frequentemente se sente encurralado, e raramente se sente disposto a aceitar a situação; de fato, poderá criar grandes casos com estas situações.
O entusiasmo o interessa.
Nascidos no dia 29
Na numerologia, este é considerado um grande aniversário. É um dia que tende a levá-lo perante ao público, pois você é intuitivo e idealista, com fortes qualidades de liderança.
Desgraçadamente, você é inclinado à melâncolia e volubilidade, por causa de seus fortes sentimentos; com você, o bem é sempre o muito bom, e o mal é sempre muito mau.
Você vive numa gangorra emocional, não sendo assim de convívio fácil, nem fácil de entender. Os interesses fora de seu trabalho podem ser um conforto e ajudá-lo a manter-se calmo e sereno. Precisa de uma válvula para seu senso artístico e dramático, talvez escrevendo, ou pela música. Pode ser tremendamente bem sucedido se outros fatores de seu numeroscópio concordarem.
Nascidos no dia 30
Você nasceu dotado de privilegiada imaginação. Assim, esse deve ser o caminho a trilhar para a auto-realização, indispensável à sua felicidade. O teatro e a literatura poderiam ser, para você, meios naturais de expressão; mas nunca se mantenha preso a um trabalho rotineiro para não ter do que se arrepender mais tarde.
Muito cedo todos perceberão que é inútil discutir com você, pois suas idéias são arraigadas e você não parece disposto a abrir mão delas. Embora, por vezes, possa parecer uma pessoa de humor desigual, pode ser um bom amigo e se tornar muito popular.
Uma vez que tem ideais de grande força, qualquer trabalho de cunho social poderá atraí-lo. Além disso, qualquer atividade que permita o desenvolvimento dos seus talentos artísticos, também o interessará. Você tem condições de fazer bem e simultâneamente diversas coisas, mas, devido a sua tendência à precipitação, correrá o risco de esbanjar as suas energias.
Nascidos no dia 31
O aniversariante do dia destaca-se por uma dedicação excepcional ao trabalho. Por isso, reúne ao longo dos anos, condições materiais para oferecer à família uma vida confortável e segura. Empreendedor, tem uma habilidade sem igual para construir coisas sólidas e duradourase, às vezes consegue acumular um patrimônio razoável.
Tem um vínculo com os familiares, pois não lhe agrada uma vida solitária. Sente grande necessidade de compartilhar seus sucessos e realizações com os entes queridos, os quais constituem um estímulo para que continue lutando por seus objetivos.
Cultiva muitas amizades sinceras. Está sempre disposto a prestar ajuda quando solicitado e jamais se esquece das pessoas que eventualmente lhe dão apoio e solidariedade nos momentos difíceis. Por outro lado, qualquer ofensa ou injúria deixam-lhe marcas profundas.
6
Cartomancia, Astrologia, Numerologia, Quirologia, etc... / Números Sagrados
« Última mensagem por Ricardo em Março 03, 2018, 11:56:05 pm »
NÚMEROS SAGRADOS…

A numerologia, forma holística de uma visão antiga do autoconhecimento, foca na existência da personalidade, karma… assim como a astrologia, porem existem números sagrados que sempre se repetem de acordo com a passar e observar das coisas, esses números são: 3, 4, 7, 12.

Número 3 está associada em todas as religiões como a chave de ligação evolutiva com o céu, santíssima trindade (pai, filho e espirito santo) , tríade hindu, (brahma, vishnu e shiva) criação, conservação e destruição. pai, mãe e filho. Sendo o pai o céu, a mãe a terra e o filho o espirito encarnado, O Triskle celta, que representa a intuição, a ternura e a beleza, osiris isis e horus, na mitologia egípcia.

Número 4, 4 elementos, 4 naipes dos arcanos, significam os 4 níveis da alma humana, sendo o éter a própria alma, o quinto elemento. Vista como personalidade, a visão única varia de cada elemento, ar mais intelectual, sábio. Fogo mais sensual, transmutado, agua mais subconsciente, curador. Terra mais protetor, empático. Assim como Carl jung associa esses quatro elementos para a formação da personalidade autentica.

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


A representação da pirâmide, reside em 3 por 4, os 3 representam a confecção do homem divino. Mente, corpo e alma e o 4 representa os 4 elementos da matéria. Terra, fogo, ar e agua. Fatores base para a sobrevivência no planeta a partir de alimentação e outros fatores. 3+4 representa a interação místico e ser humano. Indica o processo de passagem do conhecido para o desconhecido. A busca do conhecimento, número que remete a união para a criação do eu superior e os 7 dias da semana, 7 notas musicais, 7 maravilhas do mundo, 7 estágios dos deuses gregos, 7 virtudes cardinais, 7 pecados capitais, 7 sacramentos.

3×4 representa o divino, 12 meses, ciclo de 2 vezes 12 horas. Dia e noite, 12 signos do zodíaco, 12 notas musicais com os sustenidos, 12 apóstolos, 12 pedras preciosas, 12 tribos de israel. A mulher celestial levava uma coroa com doze estrelas; inclusive a Bíblia diz que o número dos eleitos era 12 vezes 12.000, uma cifra que representa a totalidade dos santos, prática tanto do Tai Chi Chuan como do Chi Kung se rege pelo estrito cumprimento das Doze Virtudes de Ouro. Numero harmônico da criação, base da essência divina. Número sagrado da presença critica.

O lado místico da matemática de Pitágoras mostra que há uma grande sincronicidade em relação a essência dos números. O número traz a vibração correta para a formação daquela realidade especifica, ou seja, a existência do místico está presente na essência de cada número e esses números sagrados são prova dessa existência.

Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
7
Numerologia Kármica - o código secreto do passado

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


A Numerologia estuda a energia que cada número possui e interpreta a personalidade de cada pessoa a partir da análise da sua data de nascimento e das letras que compõem o seu nome, as quais são convertidas em números através da Tabela Pitagórica. Mas o estudo Numerológico vai mais além, permitindo fazer previsões para o futuro e, também, encontrar registos do passado. Aprenda a usar a Numerologia para identificar as lições kármicas que tem para aprender nesta vida!

Existem várias formas de estudar o Karma a partir da Numerologia, e todas elas se baseiam na energia numérica que cada pessoa traz consigo ao nascer numa determinada data e ao receber um determinado nome.

Segundo Pitágoras, a evolução humana obedece a uma roda cíclica de 9 unidades, que se sucedem em espiral, progredindo na Roda Kármica das encarnações. De acordo com essa teoria, todas as pessoas vão experimentando a energia do 1, do 2, do 3, etc., ao longo das sucessivas vidas em que vão encarnando. Pitágoras estudou e ensinou o conceito de Reencarnação e de Karma, pois para este matemático e filósofo o Homem conserva de Deus a sua natureza imortal e, por isso, apenas o corpo físico morre, permanecendo sempre o espírito, em evolução permanente. Cada vida resulta das que lhe antecederam, em cada uma delas vivenciamos as consequências das acções que vivemos antes. Para Pitágoras, em cada vida temos o objetivo de eliminar o mal que fizemos noutras vidas, aprimorando os nossos conhecimentos e as nossas capacidades para nos tornarmos cada vez mais perfeitos até nos unirmos de novo à Luz Divina, de onde proviemos.

Assim, a soma dos dígitos que compõem a data de nascimento de uma pessoa indicam o seu Caminho de Vida, isto é, o propósito com que encarnaram, a missão que vieram cumprir. Uma pessoa que tem como Caminho de Vida o 6, já aprendeu as lições contidas no 5, e tem agora para desenvolver a capacidade de lidar com os desafios apresentados pelo 6.

Some a sua data de nascimento e conheça o seu Caminho de Vida – a missão que tem para desempenhar!

Ex: Data de nascimento 19 de Dezembro de 1973 à 1 + 9 + 1 + 2 + 1 + 9 + 7 + 3 = 33 = 3 + 3 = 6 - Caminho de Vida 6

 

Caminho de vida 1 – Veio ao Mundo para vencer. Tem dotes de liderança e sabe ter autonomia, independência e dinamismo.

Caminho de vida 2 - Veio ao Mundo para oferecer a sua generosidade, doçura e compreensão. A sua vocação é ajudar os outros.

Caminho de vida 3 – Destaca-se pelas suas ideias originais e criativas e a sua capacidade de comunicação. Veio ao Mundo com a missão de ensinar.

Caminho de vida 4 – Graças à sua força de vontade, disciplina e capacidade de trabalho, veio ao Mundo para construir, criar, edificar.

Caminho de vida 5 – Ligado ao espírito de aventura, tem a missão de reformar o Mundo, de alargar os seus horizontes e arriscar.

Caminho de vida 6 - Nasceu com o dom da união. Sabe lidar com os conflitos, e tem como missão conciliar opostos.

Caminho de vida 7 – Traz ao Mundo a sua inteligência, sentido prático, capacidade de organização, método e racionalidade.

Caminho de vida 8 – Veio ao Mundo para por a justiça em prática, pois sabe equilibrar as situações e agir com imparcialidade.

Caminho de vida 9 – Traz ao Mundo a sua sabedoria interior, maturidade, bondade e compaixão. É um bom conselheiro.


Os Números Mestres: 11 e 22

Dentro desta teoria, existem números que Karmicamente são considerados especiais: os chamados Números Mestres, que não se reduzem. Assim, quando a soma dos dígitos que compõem a data de nascimento perfaz 11 ou 22, isso revela que a pessoa concluiu um ciclo completo (já aprendeu as lições respeitantes aos 9 números ao longo das suas vidas anteriores), tendo agora uma missão especial, para poder progredir para o próximo ciclo na sua evolução. As pessoas que têm um Número Mestre como Caminho de Vida devem ter consciência da importância de tudo aquilo que fizerem nesta vida.

 

Caminho de vida 11 - atingiu uma determinada elevação espiritual, que lhe permite ter a sabedoria e a força de vontade necessárias para atingir os mais diversos objectivos. Com ideais bem definidos, desempenhará com certeza um forte papel social. A sua intuição poderosa é a sua melhor conselheira. É muito independente e criativa na sua forma de pensar e de agir. Não perde tempo com sentimentos mesquinhos, pois é espiritualmente mais desenvolvida do que os outros. O ideal, é que consigam unir este plano espiritual ao da existência material para que se tornem uma verdadeira mensageira para os outros.

 

Caminho de vida 22 - Vem desempenhar um papel muito importante para a Humanidade. É o número da evolução total, aquele que está intrinsecamente ligado às grandes acções da vida e a feitos notáveis. O seu principal guia é a sua própria vontade, tendo por isso muita dificuldade em seguir por caminhos que os outros lhe indicam. Deve canalizar a sua energia de forma positiva. Por ter uma mente demasiado avançada, é uma pessoa que se destaca das demais. A sua capacidade criativa é valiosa, mas deve organizar os seus pensamentos e ideias para que não se torne numa pessoa megalómana. Se for bem orientada deixará, sem dúvida, uma marca no Mundo.

 

Os Números Kármicos: 13, 14, 16 e 19

As pessoas cuja soma (antes de ser reduzida a um único dígito) resulta num destes quatro números têm, nesta vida, um aspeto Kármico importante para resolver. O 13 intensifica os aspetos negativos do número 4, o 14 do número 5, o 16 do número 7 e o 19 do número 1, para além da sua energia própria.

 

Caminho de Vida 13 – Este é o número da transformação. Está associado a vidas passadas em que não foram devidamente desenvolvidas as competências profissionais, a disciplina e a capacidade de trabalho. Trata-se de alguém que viveu à custa dos outros, tendo dificuldade em sustentar-se a si próprio devido à preguiça, à inveja, à má gestão. Tem, agora, a missão de se transformar a si próprio, aprendendo a empenhar-se, a trabalhar e a gerar riqueza, sabendo respeitar os outros. É possível que tenha tido que trabalhar desde tenra idade, sendo confrontado com duras provas para que possa desenvolver a paciência, a perseverança e a determinação.

 

Caminho de Vida 14 – Noutras vidas teve problemas ligados aos vícios, à perdição da alma, ao excesso, e tem agora como missão aprender a encontrar um verdadeiro propósito para a sua vida, que possa orientar a sua conduta e as suas acções, já que no passado se limitou a ceder aos caprichos momentâneos e à busca do prazer fácil e imediato. Viveu vidas de exageros físicos, relacionados com sexo, álcool, comida ou drogas, sem cuidar do seu corpo e sem se preocupar com nada que não fosse mundano, o que lhe pode ter trazido doenças com as quais hoje ainda tem de lidar. Terá de desenvolver a abnegação, o amor ao próximo e a espiritualidade para poder superar este karma, aprendendo a dominar os seus impulsos.

 

Caminho de Vida 16 – Com um karma ligado a um ego descontrolado, a problemas de vaidade, temperamento intempestivo e violento, tem agora a missão de aprender a humildade. Viveu vidas exageradamente apegadas às suas posses, materiais ou emocionais, dando demasiado valor às aparências e às necessidades do ego. Pode ter de enfrentar, agora, perdas sucessivas, para que aprenda a dar valor à essência, a aceitar a dor e a desapegar-se, compreendendo as mudanças como estágios necessários da evolução. Terá de desenvolver a sabedoria interior e alargar as suas perspetivas de vida.

 

Caminho de vida 19 – Este é um karma que se relaciona com o mau uso do poder, com a tirania, com o orgulho excessivo e a ambição desmedida. Nas suas vidas passadas usurpou o que não era seu, e pelo seu comportamento tirânico outros sofreram muitas injustiças. Terá, agora, de aprender que só pode colher da vida aquilo que nela planta, e que terá de dar aos outros o que noutras vidas lhes tirou. Tem como missão aprender a honestidade e a lealdade, pois esta vida tem o propósito de corrigir o seu caráter.

 Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
8
Tarot / Tarot - O Tarot faz mal?
« Última mensagem por Ricardo em Março 03, 2018, 11:54:58 pm »
Citar
Perguntaram-me certa vez se o tarot era capaz de fazer mal. Ora, a coisa é bastante simples a meu ver: até mesmo se beber água demais ou estiver esfomeado e comer muito e apressadamente, lhe fará mal. Então, com o tarot não será diferente. Porém, não é o inofensivo baralho que, encerrado nas suas imagens simbólicas, baterá à porta do consultor para infernizar-lhe a vida: é o tarólogo, o responsável pelos recados que o ditoso maço de cartas possibilita. E o tarólogo, esse sim, pode ser um bom ou mau profissional – isso acontece em qualquer área, campo profissional, desde um médico, psicólogo, enfermeiro a um advogado. Devo lembrar que o consultante entra com a sua parcela de responsabilidade ao escolher o profissional que fará a leitura, então, o crédito vai para quem indicou, os critérios de escolha do profissional ou apenas a propaganda que atraiu o consultor. Vale também lembrar que nenhum tarólogo vai-lhe bater à porta a oferecer atendimentos e já somos todos grandinhos para responder pelas escolhas que fazemos (ou fizemos).

Falando dos malefícios de um atendimento de tarot, enumerei dez tópicos para reflexão e ponderação tanto dos profissionais quanto dos consultor:
1) O tarot faz mal quando o consultor faz do seu tarólogo a sua última e única saída – nenhum profissional é um Deus para resolver a vida de ninguém, ainda mais num único atendimento;
2) O tarot faz mal quando o consultor acha que o atendimento vai responder ao que quer ouvir – então, de um simples mal-estar a sintomas de raiva podem ser experimentados;
3) O tarot faz mal quando o consultor é orientado a não tomar certas decisões e faz tudo ao contrário – se a pessoa se deu mal, foi única e exclusivamente pela sua teimosia e ignorância;
4) O tarot faz mal quando o tarólogo se coloca acima de tudo e de todos acreditando ter poder absoluto sobre acontecimentos e vida do consultor – o tarólogo é um simples tradutor e não pode (e nem deve) colocar-se na consulta como se fosse um jogo de xadrez;
5) O tarot faz mal quando se confunde religião com a prática, fazendo uma "salada" de conceitos ou ideias – o tarólogo deve respeitar o credo de cada um e nunca impôr o seu;
6) O tarot faz mal quando o tarólogo adopta uma abordagem fatalista onde tudo parece definitivo, imutável e irreversível – muitos consultores são influenciáveis e susceptíveis, portanto, todo cuidado é pouco;
7) O tarot faz mal quando se visa poder, dinheiro, fama exclusivamente pelo tarot – alçado a objecto meramente comercial, o praticante torna-se um puro mercenário e coloca as necessidades do consultor em último lugar
8 ) O tarot faz mal quando o tarólogo promete "mundos e fundos" ao consultor sem condição de cumprir qualquer coisa – o profissional não deve vender sonhos e sim, uma realidade compatível com o nivel de aprendizagem do consultor;
9) O tarot faz mal quando o tarólogo escarnece da prática e desrespeita outros profissionais – é preciso ter cuidado entre ter humor e se rebaixar, gozando com outrem;
10) O tarot faz mal quando parece que, à vista do público, é o "segredo dos segredos" ao qual só uns poucos podem ter acesso ao conhecimento – o tarot para fazer um verdadeiro bem deve ser universalizado e utilizado como recurso transformador do ser.

Que mal o tarot poderá fazer? O mal só reside  num só lugar: na ignorância humana.

In Clube do Tarot por Giancarlo Kind Schmid

Citar
1 – O tarot está fechado e não será possível efectuar a leitura
O tarot não é como um computador que, quando trava, abre uma tela a dizer: “o seu sistema realizou uma operação ilegal e será fechado”. Não existem “jogos fechados”, somente “tarólogos fechados ao jogo”. Se o praticante convenciona, por exemplo, que o aparecimento do arcano “O Mago” debaixo do maço de cartas após o baralhamento significa que “a abertura do jogo não será possível”,  do ponto de vista da leitura isso nada influenciará. Os arcanos na mesa podem ser lidos a qualquer momento, mas mitos como esse reflectem dificuldades que, na verdade, são impostas pelos próprios tarólogos.

2 – Ler o tarot é dom divino, portanto, é obrigação do tarólogo fazer caridade.
Tal mito tornou-se um problema de cunho religioso. No Brasil (e Portugal também...), devido ao sincretismo que vivemos ao fundir conceitos, ideias e valores de ordem espiritual, passou-se a acreditar que o tarólogo está afiliado a alguma prática, normalmente espírita. Mas, é fundamental separar os credos da atividade taromântica propriamente dita, pois o tarot não depende da fé do indivíduo para dar o seu recado. Deste modo, com a concepção de que o tarólogo recebeu um dom de Deus para exercer a prática, ficou estigmatizado que, algo recebido “de graça”, deve ser oferecido caridosamente. A confusão que existe nisso, justificada na maioria das vezes pela desinformação, impôs ao tarólogo a obrigação de oferecer gratuitamente os seus serviços. Não critico quem o faça, porém, é fundamental separar uma condição de outra: o tarólogo é um profissional que estuda, investe e tem gastos como qualquer outro, e deve ser reconhecido como tal. Além disso, a caridade pode ser praticada de outras formas, sem a necessidade de colocar o tarot (e outros oráculos) como intermediários.

3 – O tarot, em si, é composto apenas pelos 22 Arcanos Maiores.
Esse mito foi propagado por Papus no século XIX ao separar os Arcanos Maiores dos Arcanos Menores, criando a concepção de que o primeiro grupo é o verdadeiro tarot e o segundo grupo, uma ramificação da “cartomancia vulgar”. Esse preconceito fora propagado de tal forma, que restringia-se o uso dos Maiores aos homens e os Menores (e outros baralhos de naipes) às “mulheres e afeminados”. Hoje, muitos desculpam-se ao afirmar que basta o uso dos Maiores numa leitura, distanciando-se de qualquer chance de estudo dos Menores. Por um lado, entendo como preguiça (por acharem que é difícil a sua aprendizagem); por outro, falta de conhecimento do conjunto simbólico do tarot em si (que são os 78 Arcanos). Acredito que é possível trabalhar apenas com os Maiores (assim como os Menores), não questiono quem o faz (trabalhei durante 8 anos somente com os Maiores); porém, o tarot é um baralho de 78 Arcanos e deveríamos explorar todo o seu potencial simbólico a partir das múltiplas combinações entre Maiores e Menores.

4 – Somente é possível utilizar o baralho depois de consagrá-lo.
Mito oriundo do ocultismo. Mais uma vez, entra o credo no lugar da razão. De nada adianta consagrar baralhos se o praticante não tem conhecimento e nem preparo para uma leitura. Alguns acreditam que consagração é uma espécie de iniciação mística, com propósito de conferir tanto “poderes como protecção” ao baralho e a quem o utiliza. Mas, ao longo destes anos venho a observar na prática que a qualidade da leitura e bem estar do tarólogo não depende de qualquer tipo de consagração. Lembremos que o tarot jamais “falará por si mesmo” e de nada adianta parafernalhas esotéricas (incensos, velas, taças com água, etc.) para assegurar uma boa leitura se o tarólogo não estiver amadurecido para desenvolver um bom trabalho.

5 – O tarólogo é tão somente um médium a receber instruções espirituais.
Mediunidade significa mediação. Todos possuímos, em maior ou menor escala, um grau de mediunidade. Porém, quando se toca no assunto, nos reportarmos normalmente às incorporações espirituais. O tarólogo, em primeiro lugar, deve ser um conhecedor da linguagem simbólica e imagética dos arcanos. Qualquer coisa que se afira espiritualmente à prática é oriunda da natureza parapsíquica do praticante. Se o referido é clarividente, clariaudiente, telecinético, médium de incorporação (e outros), isso nada tem a ver com a prática taromântica em si. Quero dizer com isso, que independe da mediunidade do tarólogo a sua competência como praticante. Há tarólogos excelentes que apenas se valem do seu conhecimento simbólico para realizar leituras; há também aqueles que, através da incorporação, realizam excepcionais análises.

6 – Não podemos tocar no baralho de outra pessoa devido às energias.
Se adoptarmos tal premissa, qualquer coisa onde os outros toquem não convém colocarmos as mãos. O grande problema é a mistificação em torno das cartas, como se elas estivessem na condição de talismãs. A impregnação energética não se detém ao papel do baralho, acontece, muitas vezes, no simples contacto com a outra pessoa. Se está receptivo e aberto às influências do outro, impossível não se contaminar. Cabe ao tarólogo assegurar as suas defesas espirituais e energéticas e isso mais depende do tipo de prática espiritual do profissional do que a actividade taromântica em si. Tocar ou não tocar no baralho de outra pessoa pouco ou nenhuma diferença faz, pois as energias não se prendem exclusivamente ao objecto em uso.

7 - É proibido fazer leituras em datas santas ou domingos.
Isso está mais de acordo com o credo do praticante do que o trabalho em si. Pode-se ler o tarot em qualquer  dia,  hora,  ambiente:  basta que o praticante e o consultor se sintam à vontade para desenvolver a consulta. As condições locais mais influenciam do que datas propriamente ditas, pois é aconselhável que o ambiente seja tranquilo e que a disposição (física, mental, emocional, psicológica, espiritual) do tarólogo esteja equilibrada o suficiente para garantir uma orientação adequada ao consultor.

8 – Não é possível realizar atendimentos à distância.
Um mito derrubado na última década. O raciocínio é muito simples: se conseguimos falar de pessoas que nem estão presentes durante a consulta, o que impede de orientar o consultor à distância? Será que é a presença física que assegura a consistência e credibilidade do trabalho? Não sou a favor de tiragens eletrónicas, pois essas não permitem o desenvolvimento da interpretação; já a leitura feita por telefone, email e/ou qualquer programa eletrónico via internet (Skype, MSN, Facebook, etc.) que proporcione interactividade entre o tarólogo e o consultor, que permita uma boa comunicação (e orientação) entre ambos, não há nenhum tipo de problema.

9 – O tarot nunca erra, quem erra é somente o tarólogo.
Talvez seja o mito mais controverso. A pergunta que devemos fazer é: será que o tarot é infalível como instrumento simbólico? Partindo-se da premissa que os símbolos nada representam se nós, seres humanos, não dermos “voz” a eles; isso impõe o erro a quem sempre interpreta, pois o oráculo, em si, não tem autonomia sem um intérprete. Alguns acham que o tarot tem “vida própria” e se pronunciará por si mesmo. Só que os símbolos são estruturas geradas por nós, humanos, e não podem se manifestar (expressar) se não estiverem inseridos num contexto. Talvez aí esteja o maior equívoco: acreditar que o tarot “se comunica”, independente de um intérprete. Creio que seja uma “via de mão dupla”: os arcanos e os seus símbolos dirão aquilo que está ao alcance do intérprete; se o tarólogo não estiver preparado, o tarot pouco ou nada dirá sobre a situação. Já o contrário, o tarot dirá tudo que for preciso, pois o tarólogo é conhecedor dos conteúdos simbólicos. Creio que o tarot erra sempre que o tarólogo erra.

10 – Mulheres grávidas não devem consultar o tarot.
A gravidez torna a mulher mais sensível e suscetível emocional e psiquicamente. Talvez esse mito exista porque no período de gestação muitas mães ficam mais impressionáveis e influenciáveis psicologicamente. Se o tarólogo for sensível o suficiente para não preocupar ou angustiar a gestante, creio não ser um problema realizar o atendimento. Cada pessoa é uma pessoa e também não é possível generalizar, afirmando que todas as mães ficam mais vulneráveis emocionalmente durante a gestação; mas, o cuidado que devemos ter ao realizar um atendimento para uma grávida deve ser maior. Todas as emoções que a mãe sentir serão transmitidas à criança, portanto, delicadeza e tato são imprescindíveis. O mesmo vale para consultores doentes, em fase de separação, recém desempregados, que tenham sofrido alguma perda significativa, enfim, o tarólogo deve apoiar e ajudar o consultor fragilizado de forma que o trabalho traga bem estar e não preocupações desnecessárias.

Por Giancarlo Kind Schmid
9
Suporte á Adivinhação / Aprendendo Telepatia
« Última mensagem por Ricardo em Março 03, 2018, 11:54:05 pm »
Telepatia não é difícil de aprender, o principal bloqueio está na crença, a pessoa deve crer que pode conseguir a transmissão telepática e a recepção. Há outro preliminar importante, você precisa ter uma mente limpa para enviar e receber. Normalmente seu ambiente externo é um reflexo do seu ambiente interno, se você vive em um lugar bagunçado e se você é desorganizado a chance é que isso reflita uma perda de energia dentro de você.

Essa é a primeira coisa que você deve fazer; livrar-se da bagunça; fazer um vazio na sua vida. Transmutar a energia do seu lugar para uma mais positiva mantendo seu lugar o mais limpo possível.

Há muita discussão sobre isso no campo do Feng-shui, eu encorajo que a pessoa interessada leia mais sobre isso, há muito a dizer sobre a energia no lugar onde vivemos.

É igualmente bom ter o hábito de ter alguma disciplina mental na forma de algum exercício de concentração. Quanto melhor sua habilidade para se concentrar, melhor você será para enviar e receber uma transmissão telepática.

O exercício de concentração mais simples que você pode fazer é melhorar sua consciência dizendo a você mesmo palavras positivas que elevam suas vibrações e fazem de você uma pessoa mais consciente, exemplos de afirmações positivas são “Eu sou abundante”, “Eu sou generoso e cheio de recursos”, “Eu tenho paz mental”, é fácil fazer suas próprias afirmações, diga a você mesmo as qualidades que você quer adquirir, de certo modo você está mentindo a si mesmo, mas é uma boa mentira e tudo começa com a crença de que isso é possível. Você pode também melhorar sua autoconsciência e elevar suas vibrações mudando sua postura e padrão respiratório, quando você caminha, caminhe com uma postura mais confiante, também o stress e a pressão que temos que lidar em nossas vidas não nos ajuda a termos uma respiração natural. Qi gong e Yoga têm práticas que ajudam a obter um hábito respiratório correto que usa a capacidade total dos pulmões.

Aprendendo a recepção telepática

Por 10 a 15 minutos sente-se confortavelmente ou deite-se. Comece observando seus pensamentos, fique familiarizado com seu próprio fluxo de pensamentos, não julgue, nem faça comentários ou siga uma certa seqüência de pensamentos, é aqui que alguma experiência em concentração ajuda mesmo.

Quando você pode distinguir bem seu próprio fluxo de pensamentos, você descobrirá uma camada de pensamentos desconectados, de imagens e até sons.

É difícil dizer o que você conseguirá com esse exercício, imagens podem envolver pessoas que você conheça ou não, vozes podem ser familiares ou não, imagens podem surgir.

Escreva uma descrição de tudo que você percebeu, se envolve alguém que você conhece você terá que verificar com aquela pessoa se o que você recebeu foi uma legítima recepção.

Nem tudo que você receber será telepático, para ficar melhor nisso, você tem que conhecer melhor sua própria energia; dessa maneira você será capaz de separar telepatia de sua energia e de sua imaginação.

Aprendendo a transmissão telepática

Esse é um exercício de iniciante, o mais fácil que você pode fazer, que consiste de enviar amor para alguém.

Deite ou sente-se confortavelmente, feche seus olhos e imagine uma esfera violeta brilhante de luz violeta encima de sua cabeça, essa simboliza o seu chakra coronário que guarda a energia da sabedoria, agora se concentre no centro do seu peito e imagine uma luz rosa brilhante que guarda a energia do amor.

Imagine uma corrente de luz violeta vindo de seu chakra coronário para o chakra cardíaco, isso faz sua energia do coração mais sábia porque sem sabedoria seu coração é sentimental e irracional; faça a luz do coração chegar até seu chakra coronário porque sem a energia do coração seu chakra coronário é frio e distante, brinque com isso até você ter uma boa sensação, para terminar imagine um fluxo de luz vindo de seu chakra cardíaco para o chakra cardíaco de alguém que você escolher. Faça isso por alguns minutos, você sabe quando a outra pessoa recebeu sua transmissão telepática pelo modo como você se sente, se você está se sentindo melhor e mais feliz é um excelente sinal que sua mensagem foi recebida, em alguns casos raros, você pode se sentir exaurido e frustrado, isso acontece quando você envia amor a alguém que fechou coração dela para você.

Não procure por respostas na outra pessoa porque você pode não recebê-la, a única medida do sucesso é a maneira que você se sente ao fazer isso, normalmente se você faz esse exercício muitas vezes com a mesma pessoa, seu relacionamento vai começar a melhorar de um novo modo, mais amável eu diria.

Fonte// Lótus Azul
•por Dhy Stellar
10
Carneiro:

Independentemente da idade, existe uma maneira simples de ver se o Carneiro está apaixonado: Ele vai criar uma briga.
Esta luta geralmente é figurada, não é uma luta real ou física; mas sim, uma guerra de palavras.
Esta luta é projectada de maneira que mostre que Você é digna de ser a sua companheira.

É uma maneira de testar sua perícia na arte da guerra, traço fundamental de um nativo de Carneiro.
Mais do que um romance, eles querem um adversário digno de fazer parte de sua vida.
Assim, se um Carneiro desafiar Você, pode acreditar que ele está apaixonado.


Touro:

O Taurino expressa o seu Amor da mesma maneira com que fazem tudo em sua vida: de maneira lenta e cuidadosa.
Ele jamais falará as palavras de Amor que você quer ouvir até que sinta que a hora é chegada.
Seja paciente, pois esta virtude é muito cara a um taurino.

Os prazeres dos sentidos fazem parte de sua demonstração de Amor. Ou seja, quanto mais ele convidá-la para usufruir junto com ele da comida, bebida e outros prazeres sensoriais, mais apaixonado está.
Qualquer presente que ele dê porque viu e pensou em você , é mais uma prova de Amor.


Gémeos:

O Geminiano é um ser totalmente imprevisível.
Eles fazem de tudo para não demonstrar o que estão pensando ou sentindo.
De maneira que, quanto mais indiferente ele for a seu respeito, é porque mais está apaixonado.

Outra coisa: Ele fará de tudo para ver você rir.
O Geminiano só faz isso pela pessoa que ele está muito interessado.
Esqueça demonstrações de afecto tão normais a outros signos.
Por ser o mais mental do Zodíaco, para ele, querer estar junto, já é uma prova suficiente de Amor.


Caranguejo:

Você nunca vai saber se um Caranguejo está atraído ou loucamente apaixonado por você, pois ele age da mesma maneira em ambos os casos.
Se ele cozinhar alguma coisa para você significa que ele está apaixonado.
Se por acaso ele mostrar fotos antigas de sua vida e comentar cada uma delas com você, significa que ele esta amando-a loucamente.

Se quando perto de crianças você notar a sua atenção e também observando cada gesto seu, é sinal de que pensa em compromisso mais sério com você.
Mas se mais do que se preocupar com você, falar seu nome para outras pessoas, está pensando em casar.


Leão:

O Leonino é um dos homens do Zodíaco que se apaixona mais rapidamente do que todos.
O problema é definir se você é mais uma conquista  ou se existe uma intenção mais séria por trás.
A maneira mais simples de definir é : Se o Leonino sair do seu sistema ou programação somente para colocar você a seu lado, é porque está apaixonado.

Não esqueça de que presentes e outros agrados luxuosos fazem parte do seu repertório com qualquer uma.
Mas somente aquela por quem ele está apaixonado, fará com que saia do seu caminho e rotina, para poder estar do seu lado.


Virgem:

O segundo signo mais mental do Zodíaco, como o Geminiano, não é muito dado a grandes demonstrações de amor.
Por isso fica difícil de saber quando um Virginiano está apaixonado.
Mas existe uma maneira muito simples de verificar: Se ele organizar as suas coisas, colocar em ordem seus CDs, colocar seus livros por assunto nas prateleiras, significa que ele está apaixonado por você.

O signo mais meticuloso que existe, parece ter um enorme prazer em criar ambientes limpos e organizados para aqueles que amam.
Isso porque acreditam que você merece.
Agradeça e beije-o, pois ele dificilmente tomará a iniciativa.


Balança:

Você nunca vai saber se ele está apaixonado por você apenas analisando o seu comportamento.
Eles tratam bem a todos. Então fica difícil de saber se ele está apenas sendo diplomático ou gentil, ou está apaixonado.
Mas se ele tratar você de forma mais agradável do que aos outros, é porque ele está apaixonado.

Mas existe uma maneira simples de conferir o tamanho da sua paixão:
Quando ele colocar um apelido em você, é porque já conquistou o seu coração.
Ele só usará seu o nome para assuntos oficiais ou numa discussão.
Se fora disso, só chamar pelo apelido(alcunha) que te deu, é porque te ama.


Escorpião:

Você terá que ser uma Mulher muito perceptiva para saber seu um Homem de Escorpião está apaixonado por você.
Isso porque dificilmente ele vai demonstrar os seus sentimentos. Eles se sentem vulneráveis quando fazem isso.

Ele apenas irá olhar sempre no fundo de seus olhos para ler o que você sente por ele, e enquanto não tiver certeza, as suas duas metades - de detective e analista -, não deixarão que ele faça qualquer acto que demonstre o seu amor.

Mas se você notar que ele a observa mais do que o normal e quando ele pensa que você não está a ver...é porque ele está loucamente apaixonado.


Sagitário:

Se Você descobriu que um Sagitariano ama você é porque você aprendeu a segurá-lo com a mão aberta.
Este ser só passa a amar uma mulher quando sente que ela irá fornecer a maior liberdade possível.

Quanto tempo mais ele quiser passar a seu lado, mais significa que está amando você.
Mas se ele convidar para viajar, nem que seja ali na esquina, é porque ele está loucamente apaixonado.


Capricórnio:

De todos os Homens do Zodíaco este é o mais fácil de saber se ele está amando Você.
Para um ser cheio de regras e métodos, o amor obedece à mesma lógica.

Você não precisa ficar provando toda hora que merece seu amor, basta uma vez.
Se ele decidir que você vale à pena, ou que ele se apaixonou por Você…ele vai dizer.
Ele vai convidar você para uma conversa séria e acertar todos os detalhes da relação.


Aquário:

O Aquariano é um ser nada convencional.
Daí que fica difícil traçar qualquer rumo nos sentimentos deste tipo de homem.
Enquanto a maioria mantém um certo tipo de comportamento quando ama, do aquariano você pode esperar o inesperado.

Em vez de um ramo de flores ele der de presente um pé de alface, já significa que ele está amando.
Mas o melhor sinal de que ele está completamente apaixonado é:
Sugerir qualquer mudança no seu visual, desde a tatuagem até uma roupa.
Este é o teste para saber se você é tão ousada quanto ele e se merece o seu amor.


Peixes:

O mais tímido homem do Zodíaco, dificilmente dará demonstração visível de seu amor.
Se ele cuidar e se preocupar com Você, não pode ser considerado que está apaixonado. Ele faz isso com todos.
Também não espere que lhe diga que a ama, sua timidez impediria.

Mas se ele contar algo muito particular, ou um sonho, significa que ele está apaixonado por você.
Um homem de Peixes só faz isso quando está muito apaixonado.

A confiança é o primeiro passo que um pisciano dá antes de amar.
Ele só entrega seu coração para quem confia.


fonte: gaheidabalanca.com
Páginas: [1] 2 3 4 5 6 7 8 9 10