Autor Tópico: Dharma e Karma  (Lida 37 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online Ricardo

Dharma e Karma
« em: Março 12, 2018, 11:33:43 pm »
Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra

 
Ontem estive a falar com um amigo que está do outro lado do mundo e isto foi algo que me despertou imensa curiosidade "Dharma e como se relaciona com Karma"
Como sabem a Índia é um pais muito pobre e as condições não são as melhores , ele sempre quis fugir do lugar onde vive por causa das pessoas  e perdemos o contacto por algum tempo , quando falei com ele fiquei surpreendido com a mudança de ele , sempre foi um praticante do Hinduísmo mas havia algo nele que estava errado , porque ele sentia o sentimento de fugir , sentimento que era gerado pelas pessoas a volta de ele e lhe trazia um ódio camuflado.
Então ele encontrou a sua paz quando começou a estudar melhor o  Dharma e  a fazer uma relação mental em como isso se aplica nas pessoas há nossa volta , porque de certa forma na sociedade onde vivemos ganhamos muitas barreiras que são postas em nós e há medida que o tempo passa algumas devem ser quebradas para encontrarmos a nossa paz  possamos entender melhor a nossa espiritualidade , no final de tudo depois de entender melhor estes ensinamentos ele decidiu ficar no mesmo lugar , aceitar todos os ser humanos como são independentemente de quem eles são e apenas trazer mudança há volta de ele , a historia dele transmitiu me algo bom então decidi abrir um pouco este tema aqui no PP .

Começo com as Leis:


A Lei do Karma é uma Lei Universal, cobrada pela Justiça Objetiva. Esta Lei é conhecida, também, pelos seguintes termos:

1 - Lei de Recorrência (tudo volta a ocorrer, com suas consequências).
2 - Lei do Talião (olho por olho, dente por dente).
3 - Lei de Causa e Efeito (não existe causa sem efeito, nem efeito sem causa).
4 - Lei de Igualdade (do que se dá se recebe).

Quando reflectimos em algo aprendemos disso. Quando fazemos certas coisas não as vemos tão mau como quando nos fazem a nós. Por isso dizemos que a Lei do Karma é o fundamento desta escola e de todo o aprendizado. Reflectir em tudo que nos é devolvido pelas nossas acções fará com que finalmente compreendamos.

O Que é Karma?

O Karma é o que devemos ou temos que pagar pelas más obras que fizemos quando deixamos actuar o ego em lugar da Consciência. Para pagar o Karma nos é dado tempo, porém não há dívida que não se pague, nem prazo que não se cumpra.
Devemos o Karma de sete existências, e no dia em que queiramos Auto-realizar-nos teremos que pagá-lo à vista numa só existência.

O Que é Dharma?

O Dharma é o dinheiro cósmico que recebemos por cada obra boa que realizamos consciente ou inconsciente.
Este dinheiro cósmico o recebemos num pequeno jarro ou caneca, que se encontra no Tribunal do Karma, onde todos os Seres nos pagam imediatamente estas obras. Todo este dinheiro cósmico é trasladado diariamente ao Banco do Dharma. A diferença do Karma, poderemos armazenar o Dharma de muitíssimas existências, e por falta de Consciência não sabemos utilizá-lo.

O que é o Tribunal do Karma?

O Tribunal da Justiça Objetiva esta formado por muitos lugares onde se processa a Lei Divina. Em cada nível de consciência encontramos diferentes Tribunais, por exemplo:
No mundo de 48 leis encontramos o Anúbis e seus 42 Juízes, são os que manejam as 48 leis do mundo físico, representadas por cada um dos cromossomos do corpo humano.
Em cada um dos centros da máquina humana encontramos Tribunais de Justiça que manejam as leis de cada dimensão.
No centro sexual, por exemplo, encontramos o Grande Tribunal. Nele podemos ver como cada um dos nossos defeitos é eliminado, e como se negocia a liberação da consciência de cada um deles e os compromissos que cada uma das nossas chispas adquire. Podemos ver também a capacidade de compromisso de cada Ser.

O que produz Karma?

Produzem Karma as obras, palavras e omissões. Porém devemos observar que nossos pensamentos e sentimentos são a origem das nossas obras e palavras.

Classes de Karma:
 

- Karma Individual
- Karma Familiar
- Karma Colectivo
- Karma Regional
- Karma Nacional
- Karma Continental
- Karma Mundial
- Karma Planetário
- Karma Saya
- Karma Yoga
- Karma Duro
- Karma Katância

De cada uma das pessoas
De uma família (reúne pessoas ligadas com dívidas entre si)
De pessoas afectadas pela mesma dívida (acidentes, atentados)
De uma determinada região geográfica (estiagem, secas, epidemias etc.)
De qualquer país (guerra civil, ditaduras, etc.)
Dos continentes (África, América, etc.)
De toda a humanidade (guerra mundial, epidemia mundial)
Do Planeta (transformações ambientais, colisões de cometas, etc.)
Ligues Astrais entre homens e mulheres pelos coitos realizados
Perda do cônjuge quando mais se necessita (causado pelo Karmasaya)
Dívidas pelos delitos contra o Espírito Santo (dores e enfermidades)
É o karma dos Deuses pelos seus erros

Formas de pagar o Karma:

Há cinco formas de pagar o Karma para as pessoas que tem o conhecimento Objectivo:

1 - Com Dharma ou Capital Cósmico (que fomos acumulando)
2 - Com Dor Negociável (dor que pode ser negociada se sabemos como)
3 - Com Dor Não Negociável (delitos contra o Espírito Santo)
4 - Com Caridade (ao Leão da Lei se domina com a Caridade, ajudando aos demais)
5 - Com Negócios Objectivos com a Lei (comprometendo-nos)

Agora o  Karma e o Dharma um pouco mais informativo

Dharma ou darma, é uma palavra em sânscrito que significa aquilo que mantém elevado. Também é entendido como a missão de vida, o que a pessoa veio para fazer no mundo.

A raiz dhr na língua antiga do sânscrito significa suporte. Mas a palavra encontra significados mais complexos e profundos quando aplicada à filosofia budista e à prática do Yoga.

Não existe correspondência ou tradução exacta de dharma para as línguas ocidentais.

O Dharma budista diz respeito aos ensinamentos do Buddha Gautama, e é uma espécie de guia para a pessoa alcançar a verdade e a compreensão da vida. Pode ser chamado também de "lei natural" ou "lei cósmica".

Os sábios orientais pregam que a forma mais fácil de uma pessoa se conectar com o universo e a energia cósmica é seguir as leis da própria natureza, e não ir contra elas. Respeitar seus movimentos e fluir conforme a lei natural indica. Isto faz parte da vivência do dharma.

Perceber e viver de acordo com o seu próprio dharma é a chave para a iluminação, para uma vida plena. É também associado à capacidade de um ser prestar um serviço aos outros. Então aceitar e trabalhar o seu dharma é uma forma de servir aos outros, e também leva à conexão com o universo.

Uma das formas de desenvolver o dharma é com a prática da meditação, para que o indivíduo se coloque em contacto com os sentidos. Outra forma é com a prática do Yoga.

No Yoga, o dharma é a essência da existência baseada na verdade. E o dharma pode ser transmitido do mestre para o discípulo de for o caso de haver uma passagem de compreensão entre um e outros.

Para cumprir o dharma é preciso que haja a acção kármica. Ou seja, cada escolha diária, inclusive as menores decisões, influenciarão no fluxo da vida e no caminho para a consciência.


Karma ou carma significa acção, em sânscrito (antiga língua sagrada da Índia) é um termo vindo da religião budista, hinduísta e jainista, adotado posteriormente também pelo espiritismo.

Na física, essa palavra é equivalente a lei: "Para toda acção existe uma reacção de força equivalente em sentido contrário", ou seja, para cada acção que um indivíduo pratica vai haver uma reação, dependendo da religião o sentido da palavra pode ser diferente, mas usualmente é relacionada a acção e suas consequências.

A lei do Karma é aquela lei que ajusta o efeito a sua causa, ou seja, todo o bem ou mal que tenhamos feito numa vida virá trazer-nos consequências boas ou más para esta vida ou próximas existências. A lei do Karma é imodificável, e é conhecida em várias religiões como “justiça celestial”.

Em sânscrito, karma significa "ato deliberado". Nas suas origens, a palavra karma significava "força" ou "movimento". Apesar disso, a literatura pós-védica expressa a evolução do termo para "lei" ou "ordem", sendo definida muitas vezes como "lei de conservação da força". Isto significa que cada pessoa receberá o resultado das suas acções. É um mero caso de causa e consequência.

Apesar de muitas religiões e filosofias da Índia não incluírem o conceito de culpa, castigo, remissão e redenção, o karma funciona como um mecanismo essencial para revelar a importância dos comportamentos individuais.

No budismo, karma é usada para mostrar a importância de desenvolver atitudes e intenções corretas.



Deixo vos um pequeno video em português




Tags: