Mensagens recentes

Páginas: [1] 2 3
1
Chat Geral / As plantas e a conexão com o divino
« Última mensagem por Mestre_Cruz em Novembro 06, 2017, 09:00:14 pm »
As plantas são dotadas de grande potencial para conexões com o divino. Elas nos fornecem o alimento e nos ajudam a curar nossos males. Todas as plantas podem ser veículos de energia e contato com o mundo espiritual, pois são muito sensíveis às nossas necessidades e nosso padrão energético, sendo capaz de reter mais da metade de toda a energia vital. Elas nos oferecem o que falta para sermos plenos, saudáveis e felizes.
Hoje em dia essa conexão está se tornando cada vez mais complicada e escassa, uma vez que temos cada vez menos contato com a vida vegetal. O crescimento dos centros urbanos estão deixando as áreas verdes cada vez mais ausentes e com isso cada vez menos temos contato com a boa influência do reino vegetal em nossa energia e nosso psiquê.
 É fácil perceber isso quando se afasta um pouco da multidão de concreto e se tem um pouco de contato com o verde. Um local onde ele reina lhe fornece muito mais disposição, permitindo que se sinta mais calmo e cheio de vida.
 A partir do momento em que percebemos isso e reconhecemos a importância da presença e da sintonia com o verde das plantas, podemos ir ainda mais além e nos conectar mais profundamente com elas afim de usufruir de toda essa energia do bem.

 

A conexão com o verde

As energias das plantas são bem distintas podendo ser usadas com objetivos diversos que vão desde atrair bons pensamentos a combater o cansaço e a depressão.
 Fazer essa conexão, na verdade, não é muito difícil. Além do carinho diário com as plantas que estão presentes em nossa casa, podemos usar uma oração poderosa e simples para estreitar essa ligação. Esta oração poderosa e o estabelecimento desta conexão podem ser feitas tanto em plantas em jardins ao ar livre quanto em vasos ou plantas presentes nos alimentos ou chás.

Como realizar a conexão e a oração poderosa

Primeiramente, eleve sua vibração com pensamentos positivos e puros. As plantas podem sentir essa vibração energética de seus pensamentos. Isso foi comprovado em 1960, por Cleve Backster, quando ligou eletrodos a uma planta e notou a recepção de fortes estímulos vindos dela a cada pensamento que representasse uma ameaça, como queima-la com fósforos.
 Em seguida, tendo isso em mente, mantenha um sentimento de gratidão por todo cuidado que elas nos proporcionam e deixe que elas percebam suas boas intenções.
 Com o equilíbrio atingido, mentalize a seguinte oração poderosa:


“Eu sei que você (vegetal) carrega um padrão de energia e vibração que eu sozinho não consigo absorver. Eu sei que você armazena essa energia para depois me passar. Sou muito grata(o) por se oferecer como canal de cura do meu corpo e da minha alma.”

Faça a oração poderosa de maneira que você consiga expressar a sua gratidão por ela e que demostre sua alegria em poder usa-la. Não pense em lamentações ou fale sobre a tristeza, isso traz uma vibração negativa à conexão e irá atrapalhar o processo.
 Conexão estabelecida, oração mentalizada e sentimento de gratidão fluindo por todo o seu ser. Sendo assim, faça seus pedidos e visualize uma luz verde quente e brilhante saindo do seu coração; de sua testa, visualize uma luz prata e intensa que pulsa em sintonia com a planta. Permaneça por 2 ou 3 minutos com essa visualização, permitindo que a planta tenha acesso às suas energias e tudo que ela tem a oferecer.
 Quando encerrar, não esqueça de agradecer novamente e sem agressividade continue mantendo pensamentos positivos para que sua frequência continue elevada. Faça isso enquanto termina de cuidar de sua planta ou enquanto a utiliza para outros fins, absorvendo tudo que ela pode oferecer.
2
Chat Geral / Os mistérios do sangue e a cura emocional da mulher
« Última mensagem por Mestre_Cruz em Abril 18, 2017, 10:34:10 am »
Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


A primeira e mais antiga forma de medir o tempo foi pelo ciclo menstrual das mulheres. Olhando o céu e contando os dias para a chegada da menstruação ou para a confirmação da gravidez, as mulheres criaram os primeiros calendários e estabeleceram as bases do conhecimento místico e mágico da Lua. A raiz da palavra “menstruação” vem do latim mens e significa “lua” e “mês”.

Para os povos antigos, a menstruação era um dom dado às mulheres pelas Deusas para que elas pudessem criar e perpetuar a própria vida. A sincronicidade do ciclo lunar e menstrual refletia o vínculo entre a mulher e a divindade, pois ela guardava o mistério da vida em seu corpo e tinha o poder de tronar real o potencial da criação. Esses ciclos também refletiam oas estações e mudanças da natureza, o ventre aparecendo como receptáculo da vida eterna, simbolizado pelo cálice, caleirão ou Graal em vários mitos. Todos os homens nascem da mulher, seus corpos são formados do tecido de seu útero, o sangue que corre na veia do recém-nascido é o sangue de sua mãe. O poder da mulher vem através de seu sangue, por isso ela não deve temê-lo ou desprezá-lo, mas considerá-lo sagrado, imantado com o poder que liga a mulher à Fonte da Criação.

Considerada pelos povos antigos como a “Flor da Lua” ou o “néctar da Vida”, a menstruação passou a ser denegrida e desprezada pelas sociedades patriarcais, que a consideravam a origem do poder maligno da mulher, a marca do demônio, o castigo dado a Eva por ter transgredido as regras e obediência e submissão. Enquanto que nas sociedades matrifocais as  sacerdotizas ofereciam seu sangue menstrual à Deusa e faziam suas professias durante os etados de extrema eansibilidade psíquica da fase menstrual, a Inquisição atribuía esse poder oracular a prova da ligação da mulher com o Diabo, punindo e perseguindo as mulheres “videntes”. E assim originaram-se os tabus, as proibições, as crendices e as superstições referente ao sangue menstrual.

“Tabu” é uma palavra de origem polinésia , cujo significado – “sagrado” – refere-se a tudo aquilo que por ser imbuído de poder especial chamando mana nao podia ser tocado ou usado por pessoas que não estivessem preparadas para lidar com essa energia, o que poderia lhes ser prejudicial. O sangue mesntrual ou pós-partum era impregando de man, sendo por isso considerado sagrado, ou seja tabu.

Com o passar do tempo, o significado da palavra tabu foi deturpado para proibido, reendo uma conoação negativa e até mesmo perigosa, preincipalemnte para homens que temiam esse poder misterioso da mulher. Esse temos vinha do fato de que o homem, quando sangrava, era por ferimento ou doença, com consequências quase sempre fatais.

Infelizmente, milêncios de supremacia e dominios patriarcal despojaram as mulheres de seu poder inato e negaram-lhe até memso seu valor como criadoras e nutridoras da própria vida. Reuzidas a mera reprodutoras, fornecedoras de prazer ou de mão-de-obra barata, as mulheres foramconsideradas incompetentes, incapazes, desprovidas de qualquer valor e até mesmo de uma alma!

Não mais o respeito e a veneração pelo poder sagrado de seu sangue, mas a vergonha, a repulsa, o silêncio sobre “aqueles dias”, as  ausações e explicações cinetíficas dos estados depressivos, explosivos ou da mudança de humor como algo mórbido, que deveria sert ratado com remédios ou indiferença.

Em vez dos antigos rituais de renovação e purificação nas Cabanas ou Tendas da Lua, onde as mulheres se isolavam para recuperar sua energia e abrir seus canais psíquicos para o intercâmbio com o mundo espiritual, a mulher moderna deveria disfarçar, esforçando-se para continuar com suas atribuições cotidianas, perdendo o contato e sintonia com seu corpo e a nenergia da Lua. O resultado é  tensão pré-menstrual, as cólicas, o ciclo deseordenado, o deconhecimento dos “Ritos de Passagem” edos “Mistérios da Mulher”.  As meninas passam por sua menarca sem nenhuma preparação ou celebração, aprendendo, muitas vezes, as verdades sobre seus corpos de forma dolorosa ou prejudicial. Ao chegar na menopausa, a mulhersente-se marginalizada, desprezada, envelhecida, sem receber apoio ou ensinamento  de ocmo atravessar e aproveitar essa nova fase plena de possibilidades e de sabedoria.

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
 Pelo resurgimento do Sagrado Feminino, as mulheres estão reaprendendo o verdadeiro valor sagrado de seus corpos, de suas mentes e de seus corações. Restabelecem-se os rituais de passagem, celebrando as fases de transição na vida da mulher: a menarca – primeira menstruação – , a maturidade sexual, a gestação, o parto e a menopausa.

É imperativo à mulher contemporânea recuperar a sacralidade de sua biologia. ara isso, ela deve lembrar seus antigos conhecimentos, compreender os verdadeiros mitos e arquétipos de sua natureza lunar, reconhecer o poder mágico de seu ventre e sua conexão com a Deusa.

A sociedade atual, altamente industrializada e intelectualizada, é carente de Ritos de Passagem e Celebrações, preocupando-se apenas com a produtividade, o consumismo e o modismo.

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
 É vital para a mulher moderna suprir essa lacuna lendo e reaprendendo as antigas tradições, usando sua intuição e sabedoria para adaptá-las à sua realidade moderna, celebrando os Ritos de Passagem.

Esse ato de “acordar” e “relembrar” reconecta a mulher à sua esência verdadeira, dando-lhe novs meios para viver de forma mais plena, harmônica, mágica e feliz.

Extraído do Anuário da Grande Mãe – Mirella Faur.

Fonte: Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
3
Livros & Documentos / Bíblia da Sedução – Alex Hilgert
« Última mensagem por Mestre_Cruz em Abril 18, 2017, 10:18:38 am »
Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra

Descrição do livro

O livro em aspecto geral é destinado aos homens, pois a eles

ainda cabe a árdua tarefa de começar uma aproximação. Estou convicto,

porém, de que muitas técnicas expostas nesta obra literária servirão para

ambos os sexos.

As mulheres, por sua vez, obterão conhecimentos não só das

técnicas utilizadas pelo sexo oposto, como também da arte da sedução.

O propósito deste livro não é levar o leitor a colecionar nomes

em sua agenda, como se cada pessoa fosse um troféu de sua conquista.

Permito-me dizer que considero importante ter vários namoros antes do

casamento, eles nos preparam e amadurecem para o único e verdadeiro

troféu: um relacionamento harmonioso.
4
Música & Concertos / Calum Scott – Dancing On My Own
« Última mensagem por Mestre_Cruz em Dezembro 19, 2016, 03:02:44 pm »
5
Música & Concertos / Re: Your Silent Face
« Última mensagem por Andromeda em Outubro 30, 2016, 06:02:32 pm »
Muito bonita, a melodia  :)
6
Música & Concertos / Your Silent Face
« Última mensagem por Mestre_Cruz em Outubro 15, 2016, 05:36:31 pm »
7
Música & Concertos / James - Waltzing Along
« Última mensagem por Mestre_Cruz em Outubro 15, 2016, 04:41:25 pm »
8
Música & Concertos / Strong
« Última mensagem por Mestre_Cruz em Setembro 07, 2016, 05:16:12 pm »
9
Videos de Rir / Pegadinhas
« Última mensagem por Andromeda em Agosto 23, 2016, 10:51:52 am »
10
Frases & Pensamentos / Na vida ...
« Última mensagem por Andromeda em Agosto 23, 2016, 10:48:59 am »
Nas nossas vidas diárias, devemos ver que não é a felicidade que nos faz agradecidos, mas a gratidão é que nos faz felizes.
(Albert Clarke)
Páginas: [1] 2 3